Preço da madeira do Brasil sobe no exterior, revela FAO

O boom no setor da construção no Brasil redireciona madeira da Amazônia dos mercados internacionais para abastecer a economia doméstica e faz o preço no exterior subir. A constatação é da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e está em seu relatório anual sobre o setor madeireiro.

A Europa fecha o cerco contra a exportação de madeira ilegal da Amazônia e dá até 2013 para que os exportadores provem que os produtos são certificados. Hoje, 1,7% da madeira da América Latina é certificada. Entre 2009 e 2010, a área certificada no Brasil cresceu em 11%. Mas até a Finlândia tem área certificada quase três maior que a do País.

Segundo o relatório da FAO, o Brasil é o quarto maior fornecedor de madeira tropical para a Europa e o maior produtor do mundo em diversos setores. Mas a tendência é de queda no que se refere às exportações – a produção se mantém elevada graças à demanda doméstica.

Nos EUA, a crise fez as importações de madeira desabarem em 60% entre 2006 e 2009. As vendas brasileiras para lá foram retomadas em 2010, com alta de 35%. Mesmo assim, estão distantes dos níveis de 2007 (Estado de S. Paulo)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation