Sebrae quer formalizar 100% das marcenarias

Mais de 50 proprietários de marcenarias, além de sócios e representantes da Coopermóveis estiveram reunidos no Polo Moveleiro no fim da tarde da última terça-feira para assistir a apresentação do projeto Marcenaria Legal que está sendo proposto pelo Sebrae no Acre para ser executado de 2012 a 2015.

A proposta principal é formalizar todas as 130 marcenarias existentes em Rio Branco a fim de que consigam trabalhar dentro da lei. Para isso vai oferecer treinamentos e qualificação profissional que vão desde a melhoria da gestão da empresa até a melhoria da qualidade dos produtos com inovações que atraiam mais clientes no mercado local que hoje importa do centro-sul a maior parte do mobiliário.

O projeto vem de encontro à proposta do Governo do Estado de apoiar o fortalecimento das marcenarias locais, tendo como parceiros o Sebrae, o banco do Brasil e o Senai de modo a estimular a geração de emprego e renda, aumentar a circulação de dinheiro no mercado local a partir do beneficiamento das matérias-primas da floresta.

As premissas e propósitos deste projeto foram apresentados pela gerente da Unidade da Indústria do Sebrae, Carolina Gaia e contou com a presença dos representantes do Banco do Brasil, Secretaria Estadual de Floresta e Senai que atuam como parceiros e se comprometeram a apoiar a proposta apresentada pelo Sebrae. Aceita pelos marceneiros e seus representantes, o projeto agora será apresentado para aprovação do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae e ao conselho do Sebrae Nacional e, sendo aprovado, sua execução será iniciada em 2012. (Ascom Sebrae)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation