Secretário nega denúncias de alunos da escola Clícia Gadelha

O secretário de Estado de Educação, Daniel Zen, negou as denúncias feitas pelos alunos da comunidade da escola estadual de Ensino Médio Clícia Gadelha, localizada no bairro São Francisco. As denúncias informavam o descontentamento dos estudantes com a água e com a merenda escolar.
secretario_hoje
De acordo com os estudantes, a água nos bebedouros seria quente e a merenda escolar seria ‘com freqüência’ oferecida ‘estragada’, com destaque pra sucos e iogurtes. “Não procede”, contrapõe o secretário. “Nem em relação à merenda e nem em relação à água”. A reportagem que informava sobre as denúncias foi publicada na última quarta-feira e ouviu o diretor de Ensino da Secretaria de Estado de Educação, Josenir Calixto. Ele assegurou que uma resposta seria dada à comunidade escolar”.

Sobre a água, o secretário explica que as escolas são dotadas ‘com centrais de água gelada, composta por filtro industrial e compressor’. Daniel Zen considera a hipótese de que, com o forte calor, há a possibilidade de que antes do intervalo o bebedouro pode, de fato, não ter condições de gelar a água da maneira adequada. “Com o clima severo dos meses de agosto e setembro e as constantes quedas de energia, eventualmente a água demora mais tempo para gelar”.

Sobre a merenda servida aos estudantes, Daniel Zen esclarece que as escolas de ensino médio não possuem cozinha porque até o ano passado não era obrigatório o fornecimento de merenda escolar a este público. Por conta disso, os alimentos para os alunos são diferenciados. “A Escola Clícia Gadelha é atendida pela empresa Chalé do Trigo e o lanche é composto de salgados de forno, sanduíches frios, pizzas, bolos, tortas, suco ou iogurte”, pontuou Zen.

Por meio de convênio com a congregação das Irmãs Servas de Maria Reparadoras e por meio de licitação, cuja vencedora foi a empresa Chalé do Trigo, são fornecidas as merendas das escolas do Ensino Médio. Os alunos, no entanto, mantém o que afirmaram na reportagem anterior.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation