Crime macabro: Ciúmes, pacto com satanás, morte, fuga e prisão

 A Polícia Civil do município de Epitaciolândia, distante de Rio Branco, cerca de 240 Km, fronteira com a Bolívia elucidou neste fim de semana um dos crimes mais macabro registrado na história policial daquela cidade.
Crime-macabro
Um crime recheado de tramas, ciúmes, pacto com satanás, ritual de magia negra que culminou com o assassinado de uma jovem de 20 anos.

Desaparecimento
O drama de uma família teve início no dia 30 de julho, quando a jovem Cristiane Maria Prudente, 20 anos, mãe de uma criança de 4 anos desapareceu de casa misteriosamente.

Imediatamente a família da jovem procurou a polícia para registrar o desaparecimento e apontar um suspeito. Luiz Carlos Ferreira, 45 anos, passou a ser o principal suspeito do desaparecimento de Cristiane.

De acordo com informações durante um curto período Luiz Carlos namorou com a jovem, mas, nos primeiros dias de namoro demonstrou ser extremamente ciumento, o que fez com que Cristiane terminasse o relacionamento.

A partir dessa decisão a jovem passou a ser perseguida pelo homem 25 anos, mais velho que ela, ao ponto de ser visto rondado a escola onde a jovem estudava e tentando impedir qualquer contato da moça com outras pessoas.

Apaixonado, Luiz Carlos procura ajuda de Satanás para reatar relacionamento
Inconformado com a rejeição da ex-namorada Luiz Carlos procura ajuda de Jonathan Wendel Ribeiro Rodrigues 18 anos, o ‘Ferrugem’, que se auto-intitulava ‘secretário’ de Satanás.

Através de supostos ri-tuais satânicos Ferrugem garantiu a Luiz Carlos que sua ex-namorada voltaria para os seus braços.

Os rituais de feitiçaria praticados por Jonathan Wendel, não passava de chalatarismo e que não surtiu nenhum efeito na decisão de Cristiane.

Sem conseguir “acertar” o ritual que fizesse Cristiane se apaixonar por Luiz Carlos, o orientador espiritual Ferrugem alegou que os anjos da guarda da jovem estaria atrapalhando os espíritos e propôs por fim a vida de Cristiane.

Com a morte da jovem Luiz Carlos não sofreria mais, pois teria a certeza de que ela não seria de outro homem.

Segundo consta no depoimento de Jonatam Wendel, o ‘Ferrugem’ ele e Luiz Carlos tiveram uma idéia perfeita atrair Cristiane para o lixão da cidade.

Sem saber que estava sendo convidada para a morte Cristiane aceitou os argumentos do ex-namorado e acompanhou Luiz Carlos e Jonathan até o lixão.

Cristiane é morta a tiros e tem corpo queimado em “microondas”
Chegando ao local escolhido pela dupla, Luiz Carlos puxou de um revólver e efetuou três tiros na jovem.

Segundo relatos do acusado Ferrugem o primeiro tiro atingiu o peito da vítima que caiu no chão, em seguida Luiz Carlos atirou outra vez e o tiro acertou o pescoço da jovem e finalmente o tiro de misericórdia atingiu o olho esquerdo da vítima.

Não satisfeito com a crueldade com que matou a mulher que ele dizia amar, Luiz Carlos com ajuda do comparsa ‘Ferrugem’ enrolou o corpo de Cristiane em um lençol e em seguida colocou gasolina na boca da vítima e ateou fogo.

Comparsa recebe motocicleta velha e R$ 3 mil como pagamento de crime – Segundo informações Jonathan Wendel confessou ao delegado Sérgio Lopes, encarregado de apurar o crime, que teria recebido a importância de R$ 3 mil em dinheiro e uma motocicleta usada de Luiz Carlos como pagamento na ajuda do crime.

Em seguida Luiz Carlos viajou para Cruzeiro do Sul certo de que teria cometido o crime perfeito.

Objetos de magia negra são apreendidos em poder de acusado
Após a confissão de Ferrugem a Polícia Civil encontrou objetos de magia negra que são provas para o processo que esta-riam em poder do acusado.

Na casa de Ferrugem a Polícia Civil apreendeu um  livro de São Cipriano com páginas manchadas de sangue, imagem do Anjo Gabriel, uma capa preta, objetos que confirmam o depoimento do acusado de que antes do crime, ele e Luiz Carlos teriam invocado Satanás em rituais satânicos para fazer Cristiane volta para o ex-namorado.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation