Universitário assalta taxista, deixa documento cair e é preso

Policiais militares do 2° Batalhão prenderam na manhã de ontem, 1º, o acadêmico de Educação Física, Expedito José Ferreira Bazola, 18 anos. Ele é acusado de ter roubado o taxista Amarildo Chagas Dantas, 47 anos, levando R$ 260 em dinheiro e a bateria do celular da vítima.
Preso0208
De acordo com o taxista, o assalto aconteceu na madrugada de sábado, 30. O universitário teria, acompanhado o comparsa, pegando o taxista em frente ao Parque de Exposição da Expoacre, com destino a Vila Acre. No ramal onde funciona a Associação do Sindicado da Saúde, os passageiros mandaram o taxista parar e anunciaram o assalto.

“O passageiro que estava sentado atrás me segurou, enquanto esse Expedito José encostou um canivete na minha garganta e me mandou entregar o dinheiro”, afirmou a vítima.

Na fuga, o estudante deixou cair a carteira dele com todos os documentos dentro do carro. Com os documentos do acusado, o taxista procurou a polícia e localizou o endereço da casa de Expedito. Ao ser preso, o rapaz confessou o crime, mas afirmou que não iria delatar o comparsa, alegando que não o conhece.

Expedito contou a polícia que na noite de sexta-feira teria encontrado o rapaz que participou do assalto. Ele teria o ‘convidado’ para roubar o taxista. Como naquela noite eles não tinham arma alguma, acertaram o roubo para o dia seguinte.  A escolha da vítima foi aleatória. Após participar da Expoacre, eles teriam pegado o primeiro táxi que viram pela frente e realizado o assalto.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation