Jorge Viana: modelo de agricultura brasileiro é dependente de agrotóxicos e equivocado

 O modelo de agricultura adotado pelo Brasil é dependente de agrotóxicos e, portanto, equivocado. Essa é a opinião do senador Jorge Viana (PT-AC), relator na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) da proposta que modifica o Código Florestal (PLC 30/11). Ele informou que o país é o maior consumidor per capita de agrotóxicos do mundo.

 Em sua opinião, o Brasil deve buscar um modelo sustentável de produção. Ele disse que o Parlamento deve ser independente para legislar, mas que deve considerar a dependência em relação ao meio ambiente, uma vez que o dano causado a um bioma vai interferir em todo o planeta.

 O senador observou que, apesar de importante, a produção agrícola do Brasil é bem menor do que a de outros países. Atualmente, informou, a produção de todos os grãos brasileiros está em torno de 180 milhões de toneladas por ano. Nos Estados Unidos, por exemplo, disse, apenas a produção de milho é de 200 milhões de toneladas, com previsão de chegar em 2011 a 300 milhões de toneladas.

 Ele ressaltou ainda que a presidente da República, Dilma Rousseff, manifestou preocupação com o texto do Código Florestal que veio da Câmara dos Deputados. Dilma, segundo disse, quer que o Senado faça a diferenciação entre o pequeno agricultor e o que produz em larga escala.

Mais informações a seguir
(Agência Senado)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation