Presidente nacional do PT cita Acre para explicar atual situação política do partido

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, afirmou que a conjuntura política do Acre dos últimos 13 anos é um bom exemplo de como o partido possui forças diferentes no país. O petista usou a abrangência local da FPA para sustentar a sua tese de que estas ‘forças’ são medidas conforme as circunstâncias de cada região. A declaração foi feita em entrevista coletiva no fim desta semana, durante agenda política cumprida em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

“No Acre, fomos governo por 4 vezes e assumimos a Prefeitura de Rio Branco, mas a presidente Dilma não venceu lá”, declarou Rui Falcão, um dos fundadores do partido.

Além do Acre, o presidente nacional do PT também mencionou a situação política de São Paulo em seu discurso. “O mesmo aconteceu com São Paulo, onde elegemos um negro, Celso Pitta, elegemos a Marta [Suplicy], que era definida apenas como uma sexóloga, e depois perdemos a prefeitura”, complementou o jornalista.

Para fechar o encontro da executiva estadual no MS, Falcão também defendeu a realização de mais reuniões por todas as regiões brasileiras, independente da sua expressão nacional, e da importância de se atrair cada vez mais filiados para as legendas que o PT faz parte. Estes são os principais caminhos que o político apontou para que o PT conquiste mais prefeituras nas eleições do ano que vem.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation