Queda de ministros é ‘preocupante’, diz FHC

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta quinta-feira (18) que considera “preocupante” a queda de quatro ministros em menos de oito meses de governo Dilma Rousseff. O tucano disse esperar que a presidente “estabilize a situação política o quanto antes”.

“Chega um momento em que as coisas têm que acontecer, há pressão da opinião pública, e minha experiência como presidente foi essa.

Mesmo quando o presidente quer segurar alguém, a partir de certo ponto não dá”, disse FHC durante evento do lançamento do livro “Cultura das Transgressões Culturais no Brasil” –ele é um dos coordenadores da obra.

Ao afirmar que o quadro de troca ministerial é “preocupante”, entretanto, o tucano frisou que alguns nomes eram continuação da gestão do ex-presidente Lula. “Quase todos vêm do passado, não foram postos agora. É herança.”

FHC ainda usou o cenário de crise econômica mundial para comentar o quadro político interno. “Quanto antes for possível se estabilizar a situação política, melhor, porque duas crises, uma aqui e outra lá fora, complica muito.”

Desde o início do ano, quatro ministros já deixaram a Esplanada depois de se envolverem em polêmicas, o que gerou uma crise com os partidos na base governista: Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Nelson Jobin (Defesa) e Wagner Rossi (Agricultura). (Folha.com)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation