Política local 01/09/2011

“Meu espírito não foi feito para dobrar, mas os joelhos sim”.

(Montaigne)

Chapa quente
O ex-deputado José Bestene voltou à mídia para defender a nova linha política adotada pelo deputado federal Gladson Cameli no PP. Acusou o grupo do vice-governador César Messias (PP) de ter entravado o crescimento da sigla ao se atrelar ao PT. “O PP só existia numa pasta preta carregada por eles, vamos ter sim candidatos próprios a prefeito”, disparou o Zeca.

Meta ousada
Fechar a campanha de filiação com 600 novos nomes na Capital e disputar a PMRB é a meta.

Conversa vazada
A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (DEM), confirmou ontem notícia à coluna de que estaria em conversa secreta com o deputado Moisés Diniz (PCdoB) para se filiar ao PCdoB.

Promessa formal
Marilete adiantou que nas conversas com o deputado Moisés Diniz (PCdoB), este garantiu que a candidatura do ex-vereador Chagas Batista (PCdoB) seria retirada e ela disputaria a reeleição.

Preto no branco
Sem a garantia de um documento oficial do PCdoB de que será ela a candidata do partido a prefeita de Tarauacá, em troca da sua filiação, Marilete não deverá virar mais uma comunista.

Temor confessado
A prefeita Marilete revelou na conversa o seu temor que se filie e depois disso o PCdoB não lhe dê legenda para ser reeleita. “É um risco que corro e preciso avaliar bem”, assegurou.

Bolo no PSD
Sobre o PSD do senador Sérgio Petecão (PMN) diz que recuou na sua decisão de se filiar ao partido por não estar ainda regularizado no Acre.

Defesa cerrada
O deputado Luiz Tchê (PDT) voltou ontem a fazer uma defesa cerrada do governador Tião Viana dos ataques da oposição. É uma boa conquista do governo, Tchê se expressa bem.

Ninguém entendeu
O deputado Geraldo Pereira (PT) chegou ontem atrasado e desinformado na Aleac atirando nos deputados de oposição por atacarem o senador Jorge Viana, que nem foi citado na sessão.

Candidato do bolso
O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) diz estar o vice-prefeito  de Sena, Jairo Cassiano, “comendo banha”:  – o candidato a prefeito do Nílson Areal é o Nelson Sales, jamais o Cassiano”.

Nome leve
O deputado Astério Moreira (PRP) defende o nome da empresária Marleuda Cavalcante (PT) a prefeita de Brasiléia por levar a vantagem de “ser mulher, simpática e empreendedora”.

Problema de família
O problema é que o irmão de Marleuda, o ex-prefeito José Alvanir (PT), também quer ser o candidato e vem se articulando há muito tempo no partido.

Trabalho danado
Os deputados Wherles Rocha (PSDB) e Gilberto Diniz (PTdoB) dão uma trabalheira danada aos deputados da FPA, pautando os debates e levando-os a ter que responder as denúncias.

Obra completa
O governador Tião Viana vai acoplar ao programa de pavimentação de ruas a tijolo às obras de água e esgoto, evitando assim ter que quebrar o que foi feito. São recursos de 270 milhões.

Pé de taxi
O deputado Walter Prado (PDT), fulo com as multas aplicadas pelos fiscais do CMBIO, pede  ao povo rural que rasgue as multas, queimem os roçados, e amarrem os fiscais a um pé de taxi.

Picada dolorida
“Pé de taxi” é uma árvore onde se concentram formigas agressivas e de picada dolorida.

Francos favoritos
O prefeito de Feijó, Dindim (PSDB), é um dos poucos prefeitos desta safra que disputará a reeleição como favorito. O outro nesta situação é Wagner Sales (PMDB), em Cruzeiro do Sul.

Mais real que o rei
O deputado Eber Machado (PSDC) diz que ao contrário do governador Tião Viana, simples, democrata, acessível, alguns de seus secretários são arrogantes e querem ser estrelas.

Nomes dos santos
Faltou na observação do deputado Eber Machado dar nome aos santos.

Nem pensar
Ser vice na chapa da FPA à PMRB não passa pela cabeça da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB). Com ela, é ser candidata a prefeita ou a nada.

Triste situação
É o fim da picada, até os aliados querem ver o prefeito de Capixaba, Joais (PT), longe do palanque na eleição municipal do próximo ano.

Pipoqueiro na praça
O comedido deputado Eduardo Farias (PCdoB) perdeu ontem a estribeira com o deputado Wherles Rocha (PSDB), por este acusar o governador Tião Viana de desviar e superfaturar recursos da BR-364. “Não sabe diferenciar o que é uma obra cara de uma obra superfaturada, também, o Rocha nunca administrou um carrinho de pipoca, e deveria fazê-lo”, sugeriu.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation