Política local 09/09/2011

“A guerra é feita no momento que se quer. E é terminada quando se pode”.

(Maquiavel)

Projeto maior
ZPE, Estação de Piscicultura, pavimentação a tijolos das ruas dos municípios são bons projetos do governador Tião Viana. Mas, o mais importante de todos, a meu ver, é o de levar água tratada e rede de esgotos a todos os municípios. Se conseguir, terá justificado a sua eleição.

É vida
Investir em implantação de rede de esgotos e no fornecimento de água tratada é investir em vidas, porque vai evitar que doenças advindas pela falta do benefício atinjam a população.

Porta larga
O deputado federal Gladson Cameli (PP) parece não se importar com a debandada do grupo do vice-governador César Messias para o PSB. “A porta de saída está aberta”, alfineta Cameli.

Aliado inconteste
Gladson Cameli tem tido o apoio incondicional do ex-deputado José Bestene na sua ação de afastar o PP da influência da FPA e de lançar no próximo ano candidatos próprios a prefeito.

Sob controle
Um petista do alto clero me recomendou ontem não apostar na candidatura do deputado federal Henrique Afonso (PV) à PMRB, sob o argumento: “sua saída de cena já tem dia e hora”.

“Crente do forró”
É como os adversários do prefeito James Gomes (PSDB), evangélico, o tratam nas conversas, pelo fato dele ser tão fervoroso nos cultos como em suas idas aos forrós em busca de votos.

Muito forte
É cedo para dizer se isso se manterá. Mas, pelo que escuto nas ruas, nos mercados, nas rodas, nas praças, só um acidente de percurso evitará a ida do Tião Bocalom (PSDB) ao segundo turno.

Uma correção
É errado atribuir a frase “meninos do PT” ao ex-governador Edmundo Pinto. O criador da frase é o empresário George Pinheiro, grafada quando foi vice-governador do Rubem Branquinho.

Piranambu na brasa
Só deu o senador Sérgio Petecão (PMN) comendo piranambu na brasa e desfilando de sunga, seguido por um séquito de fãs, no último fim de semana, na “Praia do Caruta”, em Porto Acre.

Discussão esotérica
Os deputados Wherles Rocha (PSDB) e Moisés Diniz (PCdoB) travaram ontem na Aleac uma longa discussão esotérica sobre onde se roubou mais, se no governo Lula ou do FHC.

Só na porrinha
Fica difícil chegar a uma conclusão, só mesmo apelando para o jogo da porrinha.

Cansei da FPA
O ex-deputado Zé Carlos (PTN), assim justificou sua filiação no PP, na noite de ontem, em Senador Guiomard: “cansei de trabalhar para a FPA e nunca ser valorizado”.

Piracema
Senador Guiomard vai ter uma piracema de candidatos a prefeito: James Gomes (PSDB), André Maia (PSDC), Cosmoty Pascoal (PPS), Solange Pascoal (PP), e agora o Zé Carlos (PP).

Assinatura posta
Depois de Márcio Bittar (PSDB), Henrique Afonso (PV), agora foi o deputado federal Gladson Cameli (PP), outro da nossa bancada federal a assinar, em Brasília, a “CPI da Corrupção”.

Aliança fechada
O ex-prefeito Aldemir Lopes (PMDB) e o deputado federal Gladson Cameli (PP) fecharam, em Brasiléia, uma aliança para a eleição municipal: o PP indicará o vice de Everaldo (PMDB).

Está na cara
Muito ético com o PT, o deputado Ney Amorim não comenta ter sido apeado de sua candidatura à PMRB, mas, sua fisionomia demonstrava ontem abatimento com o fato.

Defensor aberto
O deputado federal Sibá Machado (PT) tem no deputado Geraldo Pereira (PT) o maior defensor de sua candidatura a prefeito de Rio Branco. “Excelente nome”, diz sempre.

Sem hipocrisia
Em todos os Estados as câmaras municipais pagam a chamada “verba indenizatória” aos vereadores (valor de R$ 15 mil), por isso é hipocrisia criticar os vereadores da Capital.

Mesmas respostas
Perguntei ontem a três figuras importantes do PT sobre quem achavam que seria o candidato a prefeito do partido. Foram três respostas sem emoção e idênticas: Daniel Zen.

Fora da campanha
O deputado Eber Machado (PSDC) diz que estará fora da campanha na Capital: “vou passar longe, vou me dedicar a Acrelândia e Capixaba”.

Boa proposta
O deputado Walter Prado (PDT) quer criar uma “Ouvidoria” na Secretaria de Segurança. Boa proposta, desde que não prevaleça no órgão, o espírito de corpo para proteger colegas.

De “Zagalo” a “Rei da Panema”
Quando o time do “Plácido de Castro FC”, estava ganhando os jogos na Série D a imprensa esportiva tratava o prefeito Paulinho como “pé quente”  e “mago da pelota”. Um afoito o comparou ao Zagalo. Foi perder e virou o “Rei da Panema”. Que maldade, coleguinhas!  

Assuntos desta notícia


Join the Conversation