Política Local 28/09/2011

“Nosso partido está cheio de PV melancia, verde por fora e vermelho (PT) por dentro”.

Professora Shirley Torres, presidente do PV.

Apoio no colete
O governador Tião Viana não tomará uma posição isolada quando anunciar que o candidato a prefeito da Capital da FPA será do PT, pois, hoje já tem dando aval à decisão todos os partidos nanicos que integram a maioria da FPA e, ainda o PSB. O PCdoB virá também sem trauma.

Trabalho inteligente
Ressalte-se o trabalho do presidente do PT, Léo Brito, de convencimento dos dirigentes dos partidos da FPA de aderir à tese, sem impor, de que o nome que disputará a PMRB será do PT.

Tendência forte
Há uma tendência forte das lideranças evangélicas apoiarem a oposição. Lançar um nome que afronte os seus princípios, praticamente jogaria todos de vez nos braços da oposição.

Disparando mísseis
Quem conversou com Tião Bocalom nos últimos dias revelou estar ele disparando mísseis contra o senador Sérgio Petecão (PSD) e ao PMDB por não apoiá-lo já no primeiro turno.

Raiva principal
A raiva mesmo é contra Petecão por apoiar a candidatura de Fernando Melo (PMDB) à PMRB. Ameaçam até com um veto a candidatura de Sérgio Petecão (PSD) ao governo em 2014.

Pergunta ao Bocalom
Mas, não foi o próprio Tião Bocalom (PSDB) que sempre pegou o microfone para pregar a tese de duas candidaturas da oposição à PMRB, chegando a brigar com quem o contestou?

Meio de campo
É o deputado Astério Moreira (PRP) quem trabalha o meio de campo entre a comunidade evangélica e o PT, já tendo levado várias lideranças a conversar com o governador Tião.

Só piabas
O deputado Wherles Rocha (PSDB) fez um superfaturamento político ao anunciar a filiação de “grandes lideranças” ao PSDB. Quando se olha na foto do evento só se vê “piabas” se filiando.

Presente suspeito
O deputado Eber Machado (PSDC) contava outro dia ter conseguido um cabo-eleitoral índio de muitos votos, no município de Santa Rosa, indicado pelo deputado Moisés Diniz (PCdoB).

Sem maldade
O deputado Eber Machado (PSDC) é uma bela figura humana, mas lhe falta maldade política: se este índio fosse bom de voto Moisés Diniz tinha ficado com ele, e jamais lhe repassado.

Promessa a S. Francisco
O deputado Walter Prado (PDT) poderia aproveitar o novenário de São Francisco, em Tarauacá, e pedir ao santo para fazer a prefeita Marilete Vitorino (DEM) trabalhar.

Capinando sentada
Até aqui a prefeita Marilete Vitorino capina sentada, ação na cidade que é bom não se vê.

Crê em Papai Noel
A presidente do PV, Shirley Torres, tão grande e ainda acredita em Papai Noel: ainda crê que o deputado federal Henrique Afonso (PV) disputará a PMRB, batendo de frente com o PT.

Situação real
A pesquisa fechada esta semana por um instituto confiável mostra números mais reais sobre o Juruá e só comprova o que até os petistas concordam, será difícil derrotar o Wagner Sales.

Mania tosca
Os deputados agora, por qualquer coisa, convocam uma “Audiência Pública”, que não resolve absolutamente nada dos problemas discutidos, é mais perda de tempo e gastos para a Aleac.

 3 por 1
O dirigente do PMDB, Armando Dantas, diz saber  o motivo da ira de Tião Bocalom contra o PMDB e Sérgio Petecão: “ele sabe que a cada três votos do Fernando Melo ele só tem um”.

Segundo turno
“Não tem a mínima chance do PMDB indicar o vice do Tião Bocalom, a tese é uma brincadeira, porque o Fernando Melo estará no segundo turno”, dispara Armando Dantas.

Falta de divulgação
O ex-deputado federal Fernando Melo (PMDB) garante que o prefeito de Mâncio Lima, Cleidson Rocha (PMDB), tem feito muitas obras, tem trabalhado, mas, lhe falta divulgação.

Bola da vez
Quem conhece bem o colégio eleitoral de Epitaciolândia comentava ontem que, o advogado André Hassem (PSDB) só não ganhará a eleição para prefeito, se ele fizer alguma besteira.

Porta com cadeado
Agora foi definitivo, o PT do Bujari trancou as portas com cadeado e não deixou o prefeito Padeiro (PMDB) se filiar, confirmando o veto anunciado há semanas por esta coluna.

Campanha pessoal
Pelo que ouvi ontem de segmentos da oposição, o engenheiro Marcos Alexandre, o nome do PT a PMRB, se prepare para enfrentar uma campanha de ataques duros à sua vida profissional.

Indica o vice
Ontem, também ouvi de boa fonte que o PCdoB só não indica o vice da FPA se não quiser.

Mesa posta
Tião Bocalom (PSDB), Fernando Melo (PMDB), Marcos Alexandre (FPA), estes deverão ser os candidatos mais fortes a disputar a prefeitura da Capital. Os demais serão meros coadjuvantes na eleição municipal. Do quadro só uma coisa está certa: ninguém ganhará no primeiro turno. E pela lógica, no segundo turno estarão o nome da FPA e um da oposição. A mesa está posta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation