Política nacional 09/09/2011

“Acho que o jogo, se aberto e legalizado, poderia ser uma fonte”.

Governador do Rio, Sergio Cabral, sobre a “fonte de financiamento” da Emenda 29.

Lula foi a Portugal em jatinho de empreiteira
Honoris causa’ em palestras milionárias, o ex-presidente passou o 7 de Setembro em Lisboa, onde desembarcou do jatinho Dassault Falcon 900 EX, prefixo PR-PMV, do grupo Camargo Corrêa. A Morro Vermelho Táxi Aéreo atende ao grupo e freta seus aviões. Ele foi “procurar nichos de excelência” para empresas brasileiras ajudarem Portugal a “sair da crise”. O jornal semanal Expresso chamou-o de “embaixador Lula”.

Perdido no espaço
O jatinho da Morro Vermelho também taxiou no aeroporto de Portela de Sacavem, em Lisboa, antes da cúpula da Otan, em novembro de 2010.

Verdes e amarelos
CUT, UNE e MST enfiaram a viola no saco no Dia da Independência. Ou saíram do Brasil, não têm queixas, ou amarelaram nos protestos.

Kibe louco
Um doido e um esperto dividirão a celebridade em breve, na lista de procurados da Interpol: Paulo Maluf e seu “brimo” Muammar Kadafi.

Museu de tolos
A Petrobras justifica os R$ 91 mil de patrocínio à exposição do filho de Kadafi no Brasil, em 2010, com a “grande visibilidade para a marca”.

Deputada vai à China
A Câmara dos Deputados vai bancar a viagem da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) à China, entre os dias 20 a 23 de setembro, para debater, acredite, direitos humanos, algo que a ditadura local não reconhece. A excursão pode ser inútil. O país bloqueia as redes sociais na internet, persegue e prende críticos do governo comunista e monitora a imprensa. Se Manuela conseguir dizer um oi, sai no lucro.

Boca livre
Para ajudar a legitimar os “direitos humanos” de mentirinha na China, a deputada diz que a hospedagem será paga pelos organizadores.

Armadilha
O 4º Fórum Beijing de Direitos Humanos convidou outros parlamentares. Poucos se dispuseram a participar da encenação.

BBB chinês
Durante a visita da presidenta Dilma à China, membros da comitiva não davam um passo sem o monitoramento de arapongas locais.

Prêmio
O Ministério das Cidades vai liberar mais R$ 320 milhões para contratações emergenciais de obras do governo do Rio na região serrana, palco da tragédia do início do ano. A construtora Delta e mais quatro, que já trabalham ali sem licitação, serão as contempladas.

Alergia a milico
O Palácio do Planalto se limitou a informar que “militares não são ministros”, para justificar a decisão de manter os comandantes das três Forças bem longe de Dilma, durante o desfile cívico-militar do dia 7.

Estaca zero
O Tribunal de Justiça suspendeu licitação de publicidade do governo do DF. O curioso é que o edital é cópia da licitação do governo federal, e atendia as exigências do Tribunal de Contas e do Ministério Público.
 
O show man
O deputado Tiririca (PR-SP) fez um breve talk-show no salão de beleza do Senado na terça (6). Contou piadas e fez performances enquanto cortava cabelo e fazia as unhas. Juntou claque e foi aplaudido.

Paraíso tropical
A Justiça americana acha que está no Brasil o ex-“marine” e policial da Flórida o brasileiro David Britto. Acusado de suposto tráfico de drogas, rompeu a tornozeleira e viajou há 15 dias. Veio visitar o Battisti?

Intriga petista
O PT faz intriga no governo, atribuindo a um senador aliado, com boas relações em Brasília, o vazamento das imagens dos ilustres visitantes do ex-ministro José Dirceu em uma suíte do Hotel Naoum.

Solar da Fossa
Abrigo de artistas que fa-riam muito sucesso, como Caetano Veloso, e políticos idem, como o ministro Moreira Franco (Assuntos Estratégicos) e o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), o “Solar da Fossa” virou livro de Toninho Vaz, que lança em Brasília, dia 15, na Dom Quixote.

Leite derramado
Com suspeita de fraude no cadastro, o governo do DF quer mudar o programa Nosso Leite, distribuindo cartão para compra do produto. O problema é que o cartão compra leite, mas compra cachaça também.

Pergunta na parada
Se para Dilma os militares não são ministros, serão então “sinistros”?

PODER SEM PUDOR
Conversa de bêbado
Benedito Valadares foi chamado ao Palácio do Catete, no Rio, para receber de Getúlio Vargas a melhor notícia de sua vida: seria nomeado governador de Minas Gerais. Mas o ditador ordenou-lhe segredo absoluto por uma semana. Angustiado, Valadares ia à Pedra do Arpoador, todos os dias, para gritar a plenos pulmões: “Eu sou o novo governador de Minas!” No sexto dia, ele não se aguentou e contou tudo à mulher. D. Odete não acreditou:
– Mas, Benedito, você não me garantiu que tinha deixado de beber?

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation