Política nacional 16/09/2011

“Mais uma vez o assunto foi resolvido por denúncia da imprensa”.

Senador José Agripino Maia (DEM/RN), para quem é a imprensa que faxina o governo.

PR cansou de ser oposição: quer aderir de novo
Durou poucas semanas a anunciada “independência” do Partido da República (PR), depois de ter sido “varrido” como lixo do Ministério dos Transportes. Os principais líderes do partido estão loucos para aderir outra vez ao governo Dilma, só não sabem ainda como fazê-lo com certa dignidade. O senador Blairo Maggi (MT) admite a ânsia do PR de correr para o abraço com a base governista: “Estamos pensando…”.

Para cego ver
O “independente” PR não largou o osso: mantém nos cargos os 17 superintendentes regionais do DNIT, foco das denúncias de corrupção.

Loteria diária
Figurões do PR controlam o Refer, fundo de pensão dos ferroviários. Principalmente escolhendo onde investir os bilhões do fundo, é claro.

Juras eternas
Quarta (14) a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) ligou para o ex-ministro Alfredo Nascimento. Parecia conversa de namorados.

Quase amor
O líder do PR, Lincoln Portela (MG), também esteve com Ideli, mas jura que não conversou sobre cargos ou emendas. Só carinho. Ah, bom…

Sarney ironiza
Apesar da pancadaria, o presidente do Senado, José Sarney, mantém incólume o senso de humor, e até ironiza sua longa permanência no poder. Na terça (13), em reunião com políticos do Amapá, incluindo o governador, ele não resistiu à piada ao ouvir um afago. Quando o presidente da Assembléia Legislativa, Moisés Souza, afirmou que “só daqui a 300 ou 400 anos” o Amapá voltaria a ter na bancada federal um presidente do Congresso, Sarney pilheriou: “E espero que seja eu…”.

BRB, 45
A Câmara Legislativa do DF homenageia nesta sexta-feira os 45 anos de fundação do BRB, o Banco de Brasília, em sessão especial.

Já foi tarde
A queda do ministro cuja governanta pagávamos, inspirou a manchete do Correio da Bahia: “Faxina é isso: ministro é varrido por empregada”.

Tapioca americana
Vai faltar tapioca em Nova York. O ministro Orlando Silva (Esporte) foi convidado pelo cerimonial do Planalto a integrar a comitiva de Dilma.

Tartaruga cega
A Controladoria Geral da União corre para chegar em último: são de 2005 as irregularidades de R$ 109 milhões apontadas nas obras do DNIT no trecho nordestino da BR-101. O prejuízo é de R$ 500 milhões.

Fica para a próxima
Ex-secretário de Educação do Maranhão, o novo ministro do Turismo, Gastão Vieira, prometeu que São Luís teria o “melhor ensino do país”. Parece que não deu: com o segundo pior IDH do Brasil, o Estado tem mais da metade da população analfabeta, segundo o IBGE.

Também quero
O PSC quer um ministério. Reclama que o PCdoB, com quinze deputados, comanda o agora importante Ministério do Esporte. Os “cristãos” têm 19 deputados federais e um senador.

Haja gráfica
Na bancada de Sergipe, o deputado Almeida Lima (PPS-SE) já é o campeão em gastos na divulgação de atividades, ainda que esteja no início do seu mandato. Somente em gráfica, torrou R$ 74,5 mil entre os meses de abril e junho, segundo o Portal da Transparência da Câmara.

Sob pressão
O DEM fará nova interpelação, dia 22, na corregedoria-eleitoral do TSE contra o PSD, de Gilberto Kassab, por causa de assinaturas falsas nas atas de adesão e fundação do partido, conforme revelou esta coluna. 

Solidão
Candidato mais rico do país nas eleições de 2008, com patrimônio declarado de R$ 224 milhões, Airton Garcia (DEM) foi vetado ao tentar se filiar ao PV, de olho na disputa pela prefeitura de São Carlos, interior paulista. O motivo do veto: uma extensa folha de crimes ambientais.

Vento em popa
O polo industrial de Manaus registrou em julho novos recordes na geração de empregos (120.396 trabalhadores) e faturamento (US$ 23,1 bilhões). Cresceu 24,10% em relação ao mesmo período de 2010.

Cristo mineiro
Baixou o bom samaritano no prefeito de Muriaé (MG), José Braz. Vai bancar do próprio bolso uma estátua do Cristo, de 28m (dez a menos que o Redentor do Rio), num morro no Centro da cidade. A obra, de R$ 400 mil em terreno dele, terá santuário e fica pronta em junho de 2012.

Pergunta na obra
Com um Gastão responsável pela Copa, para que licitação?

Um cruzado de HH
Discutia-se no Senado, certa vez, a violência contra a mulher quando Ney Suassuna (PMDB-PB) cutucou Heloisa Helena (PSOL-AL) com vara curta, lembrando que os homens também são vítimas de violência doméstica, embora não apareçam nas estatísticas. A então senadora exibiu os bíceps:
– Fique calado, se não o senhor será responsável pelo aumento das estatísticas…

Assuntos desta notícia


Join the Conversation