Política nacional 23/08/2011

“Trazer a verdade é a possibilidade de salvar o nosso passado”.

Dom Leonardo Ulrich Steiner, da CNBB, se oferecendo para a Comissão da Verdade.

TCU pode fazer de Aldo presidente da Câmara
A disputa pela vaga de ministro do Tribunal de Contas da União fez surgir um provável novo candidato à presidência da Câmara: deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Velho amigo do grande vencedor do embate, governador Eduardo Campos (PSB), Rebelo tem sido estimulado a disputar, até porque o “candidato natural”, Henrique Alves (RN), cujo indicado teve votação modesta para o TCU, foi o grande derrotado.

Apenas metade
Influente líder do PMDB, Henrique Alves só garantiu metade dos votos da própria bancada para Átila Lins (AM), seu candidato ao TCU.

Fiel da balança
O PT recusou apoio ao candidato do PMDB para o TCU e também não quer abrir mão da presidência da Câmara, prometida a Henrique Alves.

Chances maiores
Sem votos do PT para Henrique Alves e do PMDB para Marco Maia, crescem as chances de Aldo Rebelo, apoiado por Eduardo Campos.

Dormindo com o inimigo
O presidente do PT, Rui Falcão, está na China, para “reforçar a parceria bilateral estratégica”, após os 30% de IPI nos carros ling-ling.

Ministério Público
O Instituto Nacional do Câncer (Inca) combate uma doença incurável no próprio seio. O Ministério Público Federal diagnosticou pagamentos abusivos a um grupo de privilegiados, incluindo diretores. Pelo menos 37 deles recebem duplamente, pelo Ministério da Saúde e a Fundação do Câncer, que paga gratificações a servidores e comissionados. O Inca tem até o fim do mês para cortar a benesse no contra-cheque.

Que coisa feia…
Entre os agraciados que ainda recebem as gratificações estão o diretor do Inca, Luiz Santini, e o diretor de RH, Ivan Perrone.

Pra rua
O MP também ordenou a substituição de 860 comissionados do Inca por concursados. Em ofício, o diretor Santini pediu adiamento do prazo.

Tô fora
A coisa está feia que uma técnica do Ministério da Saúde, Inês Gadelha, foi sondada para assumir o Inca. Ela declinou.

Denúncia pífia
Após examinar o inquérito do suposto abuso sexual de Durval Barbosa contra os próprios filhos, um grupo de advogados decidiu denunciar a promotora Cândida Marcolino ao Conselho Nacional do Ministério Público. Acha que sua denúncia pífia abriu caminho para a impunidade.

Where’s Dilma?
Aconteceu com “o cara” e agora com “a cara” Dilma no site da Casa Branca: nenhuma foto de Obama com ela, só com os pre-miês de Israel, Japão e Inglaterra, e com o presidente da França, Nicolas Sarkozy.

Corpo mole
O governador Eduardo Campos ganhou do ministro Orlando Silva por W-O. Enquanto o pernambucano varava noites articulando a vitória da mãe para a vaga no TCU, o ministro do Esporte, filiado ao PCdoB, não movia uma única palha para ajudar o correligionário Aldo Rebelo (SP).

Ne me quitte pas
Recomeçou na imprensa francesa a novela Rafale, que o Brasil não pode comprar por “falta de dinheiro”. Um jornal jura que Dilma garantiu a Sarkozy em Nova York que, saindo da pendura, comprará os caças.

Mão de vache
Apoiados pela CUT, funcionários brasileiros do consulado-geral da França em São Paulo ameaçam parar, semana que vem, se o embaixador não acenar com reposição salarial e outros benefícios.

Unidos por JK
A sessão privê do documentário “JK no exílio” uniu o presidente (ex-vice-governador Paulo Octavio) e vice (governador Agnelo Queiroz) da comissão do Congresso que investigou a morte do ex-presidente. Sentaram-se lado a lado. P.O. é casado com Ana Christina, neta de JK.

Jogo sujo não dá…
Miguel Lucena pediu no dia 14 demissão da presidência da Codeplan, estatal de planejamento do governo do DF, após contrariar interesses e fazer faxina moral. Alegou não se habituar “ao jogo sujo da política”.

…e há interessados
Estão cotados para presidir a Codeplan Marcelo Aguiar, ligado ao senador Cristovam Buarque (PDT), que negocia sua reaproximação com o governo petista, e a ex-vice-governadora Ivelise Longhi (PMDB).

Pergunta na ciclovia
Ontem foi o Dia Mundial Sem Carro. Quando será o Dia Nacional Sem Imposto?

Editando o Diário Oficial
Político folclórico do Rio Grande do Norte, o major Teodorico Bezerra não poupava esforços quando queria ajudar Santa Cruz, município de sua base eleitoral. Ao saber que a vizinha Nova Cruz ganharia agência dos Correios, foi à editora do Diário Oficial e teria mandado trocar Nova por Santa, na ordem do serviço. Santa Cruz ficou com o posto da ECT. Questionado anos mais tarde, Teodorico desconversou:
– Sou um homem de 75 anos, de modo que só lembro do que aconteceu de seis horas da manhã para cá…

Assuntos desta notícia


Join the Conversation