Política nacional 28/09/2011

“Vaccarezza é um pé de boi para trabalhar”.

Presidente da Câmara, Marco Maia, outro pé de boi, falando do líder do Governo.

BB abandona Brasília para fortalecer o PT em SP
A presidência do Banco do Brasil está “fatiando” sua sede em Brasília e transferindo diretorias para São Paulo. O objetivo é fortalecer o PT nas eleições municipais de 2012. Após dobrar a verba de propaganda de R$ 240 milhões para R$ 420 milhões, a diretoria de Marketing vai levar mais de 70% dos cem funcionários para a capital paulista. Ficam em Brasília o setor de “endomarketing” e parte da assessoria de imprensa, que parece ignorar tudo: diz não haver “definição” sobre a mudança.

Nossa conta
A mudança parcial do Banco do Brasil atende a conveniência política e até pessoal de diretores paulistas. Mas o custo será nosso, e é secreto.

Lorota oficial
A justificativa oficial do BB para a transferência é a de que o mercado financeiro “está concentrado em São Paulo”. Mas é só uma lorota.

Esvaziamento
A diretoria de Mercado de Capitais do BB trocará a sede de Brasília por duas instalações, maiores e mais caras, em São Paulo e no Rio.

Lipo forçada
A lipoaspiração do BB em Brasília começou com a transferência da subsidiária BB-DTVM (distribuidora de títulos) para o Rio de Janeiro.

Agulhas Negras
Um cadete da Academia Militar das Agulhas Negras está em coma no Hospital Samer, de Resende (RJ), com rins e pâncreas paralisados. Renan Mendonça Borges Gama, o cadete Gama, passou mal durante exercícios, pediu ajuda médica, mas o instrutor, um capitão, negou-lhe o socorro, acusou-o de “corpo mole” e atirou nele um cantil d’água. Obrigado a seguir nos exercícios, desmaiou com parada cardíaca.

Culpa de bactérias
Em nota, o comandante da Aman diz que “os médicos trabalham com três hipóteses: “Leptospirose, Febre Maculosa ou Rabdomiólise”. Anrã.

Clima de terror
Todos têm medo de falar sobre o cadete da Aman em coma, inclusive no hospital. Um pai disse ter medo de represá-lias contra o filho dele.

Dois exemplos
Em 2008, o cadete Maurício Silva Dias morreu em treinamento avaliado como cruel. Em abril último, 60 passaram mal e foram hospitalizados.

Vai dar rolo
Fornecedores se queixaram a autoridades sobre a criação de dificuldades para a venda de “facilidades” na SLU, autarquia de limpeza pública do governo do DF. Bens e serviços são entregues e executados, mas a hora do pagamento é também hora de assédio.

Fronteira escancarada
Em reunião reservada com deputados do PT, o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) sinalizou que não controla a Polícia Federal, que vai contratar 4 mil agentes mas ninguém na PF quer ir para a fronteira.

Fofoca petista
O PT espalha no Congresso que a crítica à aprovação de 118 projetos em três minutos, na Câmara, seria uma reação da Globo ao fato de que entre eles havia a renovação de concessões das rivais Band e Record.

Centro na Justiça
A deputada distrital Celina Leão (PMN) vai representar no Ministério Público contra a obra do centro administrativo do governo do DF, em Ceilândia. Ela questiona valores, o contrato suspeito e o transtorno aos servidores, maioria residente longe do local, a quase 30km de Brasília.

Ana detonada
Cresceu a pressão da família para que a ministra Ana de Holanda (Cultura) deixe o cargo. A irmã de Chico Buarque foi implacavelmente vaiada na abertura do Festival de Cinema de Brasília.

Crime ambiental
Com o nome ligado a acusações de irregularidades em contratos para recolher lixo em Maceió, a Limpel constituiu outra empresa, URCD Ilha Grande Ltda, para outro negócio polêmico: a instalação de um aterro sanitário em área de preservação ambiental no município de Pilar.

Paz no BRB
O BRB fechou acordo antes do prazo limite para a decretação da greve dos bancários. Em nota, o banco destacou que não busca apenas bons resultados, mas valorizar os funcionários e a qualidade dos serviços.

ONG oportunista
A ONG “Rio de Paz” fincou 594 vassouras em Copacabana insinuando que corrupção é coisa do Congresso. Em Brasília, amarelou: quis “entregar” vassouras para os parlamentares fazerem faxina ética. Mas apontar ladroagem em governos que a financiam, que é bom, nada.

Perdeu, Jafois
O ex-ministro Pedro Novais perdeu comemoração de dupla data ontem: os dias do Idoso e do Turismo.

Candidato a patife
O falecido senador Jefferson Péres (AM) decidiu disputar com o senador Cristovam Buarque (DF) a candidatura do PDT para a sucessão de Lula, em 2010. Péres estava intrigado com a transformação dos presidentes, depois de eleitos:
– Será que você vira patife ao chegar ao poder? Gostaria de ser testado…

Assuntos desta notícia


Join the Conversation