Mais uma sangria

Embora aprovado pelo Congresso, nada justifica o aumento do número de vagas de vereadores, como querem os atuais, com raras exceções. Não justifica, porque representará mais uma sangria aos cofres públicos, mesmo que a matéria aprovada ponha limites nos repasses e gastos.

Alguns segmentos da sociedade civil já se pronunciaram contrários a esse movimento, mas é preciso que a população de modo geral também se manifeste, impedindo que mais recursos públicos, que poderiam ser aplicados em me-lhorias dos municípios, sejam desviados para custear gastos dessas casas legislativas que se transformaram em cabides de empregos.

Basta observar o desempenho da atual legislatura na maioria dos municípios do Estado. Em muitos deles os vereadores se reúnem uma vez por semana ou duas e pouco ou nada se aproveita de suas atuações. Na Capital nem sede própria têm.

É preciso, portanto, que a sociedade resgate sua capacidade de indignação, esteja atenta às manobras que estão sendo feitas e se manifeste contra mais esse desperdício do dinheiro público. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation