Sério risco

Esse assalto a uma loja de Cobija, Bolívia, realizado por cinco brasileiros e dois bolivianos, somado à quantidade de drogas apreendida ou não, só vem a demonstrar que a fronteira entre os dois países continua des-guarnecida e isso representa um sério risco para o futuro.

Em que pese o bom trabalho que vem sendo feitos pelas várias polícias, há muito ainda o que fazer para combater essas quadrilhas de bandoleiros e, sobretudo, o narcotráfico ao longo da fronteira, inclusive também com o Peru.

Basta citar que o que as polícias apreendiam de cocaína e outros entorpecentes ao longo de um ano, em décadas passadas, atualmente, apreendem em um mês, sem contar com outro tanto que passa.

Rodovias entre os três países foram abertas, facilitando os meios de transporte, mas também facilitando a ação dessas quadrilhas. Os governos federal e locais sabem que só reforçando o policiamento, com mais homens e recursos, é que se vai prevenir e combater esses crimes. Um reforço urgente, aliás, pois do contrário corre-se o risco do surgimento dos temidos “cartéis”, que infer-nizaram países vizinhos.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation