Rio Branco tem dia decisivo nos tribunais

O futuro do Rio Branco está nas mãos do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O clube acreano será julgado na tarde de hoje, a partir das 12h30, pela Quarta Comissão Disciplinar, podendo receber uma simples multa em dinheiro ou até mesmo ser excluído da Série C.

Após ter acionado a Justiça Comum juntamente com Governo do Estado para recorrer da decisão da Procuradoria de Defesa do Consumidor do Estado do Acre, que interditou o Estádio Arena da Floresta, o Estrelão teria infringido o artigo 191, combinado com o artigo 231, ambos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Palermo será julgado – Uma das cinco vitórias da equipe acreana na competição foi em cima do Águia de Marabá, em casa, por 2 a 1. E nesse duelo, o Estrelão teve o meio-campista argentino Matías Palermo expulso. Agora, o clube terá que defender o atleta em julgamento da Quarta Comissão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na próxima sexta-feira, dia 16 de setembro, a partir das 14h.

Aos três minutos da segunda etapa, quando o Rio Branco vencia por 1 a 0, Matías recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso de campo e deixando sua equipe com um jogador a menos. Em desvantagem numérica, a equipe da casa viu o adversário empatar, mas conseguiu fazer o gol da vitória aos 45 minutos.

Rodrigo Braghetto, árbitro da partida, alegou na súmula que o argentino “agarrou um adversário pela camisa na disputa de bola” e por isso levou o segundo amarelo. Como todo jogador expulso vai a julgamento, Palermo terá que sentar no banco dos réus.

A Procuradoria do STJD denunciou o atleta no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “praticar ato desleal ou hostil durante a partida”. A pena prevista para esse artigo é de suspensão que varia entre uma e três partidas.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation