Atualização de conhecimentos e enfrentamento de desafios são temas de congresso do MPE

Atualizar os conhecimentos para unificar e aprimorar a forma de atuação é um dos objetivos do 3º Congresso do Ministério Público do Estado do Acre que começou na noite de ontem em Rio Branco, no Teatro Plácido de Castro. Durante o evento, que propõe o tema Os desafios do Ministério Público na Sociedade Contemporânea, serão realizadas palestras, painéis, debates e o espaço tribuna livre, aberto a todos os que desejarem manifestar opinião sobre os assuntos abordados ou sobre as áreas atendidas pelo MPE com foco na defesa dos direitos humanos e promoção da cidadania.

“A sociedade é dinâmica, por isso precisamos identificar quais os anseios desta sociedade para podermos reafirmar os compromissos e buscar soluções para os problemas encontrados”, explica o promotor Ricardo Coelho, presidente da Associação dos Membros do Ministério Público do Acre (Ampac). O congresso será realizado até esta sexta, 23. Hoje, a programação começa às 14 horas com credenciamento e em seguida a apresentação de quatro painéis que tratarão dos temas meio ambiente, o papel do Ministério Público, inclusão socioeconômica e direitos de crianças e adolescentes.

Na manhã desta sexta serão apresentadas teses e à tarde os paineis Promotoria Comunitária – Uma experiência concreta, pela procuradora de Justiça de São Paulo vencedora do Prêmio Innovare do Ministério da Justiça, Jaqueline Lorenzetti Martinelli e Mandados de Criminalização e novas formas de criminalidade com o procurador de Justiça de São Paulo, Antonio Carlos da Ponte. A palestra de encerramento “Perspectivas para o Ministério Público” será proferida pelo presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), César Mattar Junior. O congresso do MPE é dirigido a profissionais de direito, estudantes e ao público em geral.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation