Educação e Saúde se juntam em programa que atende alunos e comunidade

A escola rural Zaqueu Machado recebeu na quarta-feira (21) a visita de servidores da educação e da saúde de Rio Branco. Juntas, a Seme (Secretaria Municipal de Educação) e a Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) proporcionaram um dia de atendimento médico a crianças e adultos da comunidade. Funcionários do Ministério Público Estadual e do Conselho Tutelar também participaram das atividades.
Localizada no km 26 da BR-364, a comunidade da escola rural compreende os ramais Baixa Verde, Lua, Mediterrâneo e Ramal do Meio. Cerca de 400 famílias vivem ali. 

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes de endemias, dentistas, psicólogos e assistentes sociais participaram da ação. Eles ofereceram aos moradores consultas médicas e exames de prevenção do câncer de colo uterino, aferição de pressão arterial e de glicose, além de pesagem, vacinação, distribuição de preservativos e de panfletos sobre as patologias de alta incidência na zona rural, como a leptospirose.

Para o agente de endemias Antônio Romero, a parceria entre Seme e Semsa foi uma boa oportunidade para aproximar a prefeitura de Rio Branco da comunidade rural. Ele ressaltou a importância da orientação e prevenção contra doenças graves e de alta incidência no campo. 

O secretário municipal de Educação, Marcio Batista, frisou a importância da parceria com a Semsa para a ampliação do programa Saúde na Escola. “A partir dela foi possível ampliar o alcance do programa, que inicialmente atendia apenas os alunos. Agora as famílias também são beneficiadas”, disse.  

Segundo Marcio Batista, a experiência mostra que o rendimento escolar de crianças e adolescentes melhora quando a família se torna cúmplice do processo educacional. “E a nossa intenção é replicar o programa em toda a rede municipal de ensino”, afirmou o secretário.

Carentes de informação
No próximo dia 30, o programa será levado à Escola Irmã Maria Gabriela, no Preventório. A Seme deve inovar, oferecendo à comunidade do entorno serviços como corte de cabelo e manicure, segundo a coordenadora do Programa Saúde na Escola, Maíra da Costa Silva.

Além do atendimento médico e da distribuição de medicamentos, os moradores, a exemplo do que aconteceu no km 26 da BR-364, poderão também participar de palestras sobre violência doméstica e violência e exploração de menores. (Ascom PMRB)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation