Soldado é preso acusado de ter estuprado 4 mulheres no Tucumã

O soldado José William foi preso acusado de ser o “maníaco” que estuprou uma jovem de 29, na manhã de sábado, quando ela se dirigia à parada de ônibus, no bairro Tucumã. Ele é acusado ainda de ter atacado e estuprado outras três mulheres na região do Tucumã.
Militar
De acordo com informações da vítima, o maníaco a estuprou, espancou e ainda roubou sua bolsa com documentos e dinheiro.

Em seguida a amarrou e amordaçou, deixando-a no matagal e depois fugiu. Ao perceber que o criminoso já estava longe, a mulher conseguiu se soltar e pediu socorro.

Quando um homem passava em um veículo, a mulher pediu ajuda contando o que havia acontecido.

O motorista conseguiu avistar o suspeito e saiu em perseguição no momento em que o estuprador saltou o muro de uma residência, deixando cair a mochila contendo uma faca, uma farda do Exército Brasileiro e um documento interno do Quartel em que o soldado José William do Nascimento justificava uma falta.

De posse do documento, a vítima e o marido foram ao Quartel do 7º BEC onde narraram o ocorrido e conseguiram o endereço do suspeito que reside no Conjunto Rui Lino II.

Ao chegar à residência, o marido da vítima pediu para falar com o soldado José William, a mulher que o atendeu informou que ele estava dormindo e não queria ser incomodado.

O marido da vítima decidiu acionar a Polícia Militar e ficar na frente da residência do suspeito aguardando à chegada da Polícia.

PM não entra na casa e a própria vítima consegue deter suspeito
Quando a guarnição chegou ao endereço, informou que não podia fazer nada, por que era impedida de entrar na residência sem uma ordem judicial.

A vítima desesperada, temendo que o suspeito conseguisse fugir pediu a mãe do soldado, que deixasse ela entrar somente para tirar a dúvida se era ele ou não.

Ao chegar ao quarto, a mulher reconheceu o acusado e o deteve obrigando-o a ir até a sala, onde conseguiu puxá-lo para fora do quintal e os militares o prenderam.

Médico da UPA com “nojo” manda vítima de estupro tomar banho
A vítima procurou a Unidade de Pronto Atendimento – UPA do 2º Distrito para ser medicada contra contaminação de possíveis doenças sexualmente transmissíveis ou até mesmo uma gravidez devido ao estupro.

Segundo a vítima, o médico que a atendeu mandou que ela tomasse banho primeiro e em seguida retornasse para ser atendida.

No caso de estupro, a orientação é que a vítima receba atendimento médico urgente e coleta de material para exame de DNA do suspeito, mas a decisão do médico pode ter prejudicado o exame de conjunção carnal que somente foi feito horas depois no Instituto Médico Legal – IML  por ordem do delegado.

Soldado é suspeito de ser o maníaco do Parque que já atacou outras três mulheres
Segundo informações, o soldado José William pode ser o mesmo maníaco que nos últimos meses já atacou e estuprou outras três mulheres.

Devido os modos de abordagem, e horário dos ataques relatados pelas outras vítimas, serem semelhantes aos narrados pela dona de casa ( última vítima), e a proximidade da casa do militar com o local das ocorrências, a Polícia suspeita que o soldado José William seja o autor do outros estupros.

A Polícia vai aguardar que as outras vítimas reconheçam ou não o soldado como o autor do ataques, para que se confirme se é ele ou não a mesma pessoa que estaria praticando uma série de estupros na região do Parque do Tucumã.

O soldado preso foi entregue ao Comando geral do 7º BEC, onde responderá uma sindicância e aguardará o julgamento da Justiça comum e militar.

Militar_2

Assuntos desta notícia


Join the Conversation