Faltas dos senadores caem pela metade

Os senadores estão mais presentes no plenário neste começo de legislatura. O número de ausências dos parlamentares nas sessões deliberativas, aquelas reservadas a votações, caiu pela metade nos primeiros seis meses de 2011 em comparação com o mesmo período de 2010, ano eleitoral.

Os 88 senadores que exerceram o mandato entre fevereiro e julho acumularam 589 ausências (soma das faltas sem justificativa com faltas abonadas por licenças). No mesmo período do ano passado, os parlamentares acumularam 1.213 ausências no plenário, ou seja, 51,5% a mais.

Apesar da queda no número de faltas, o Senado só esteve completo no primeiro semestre uma única vez: no dia da posse dos 81 senadores, na sessão de abertura dos trabalhos legislativos da atual legislatura, na qual nunca há qualquer votação. No total, os senadores acumularam no primeiro semestre 4.502 presenças em um universo de 62 sessões destinadas a votações. Isso quer dizer que, em média, 72 registros de presença foram verificados em cada sessão deliberativa.

O nível de comparecimento dos senadores ao plenário neste semestre também supera o registrado no mesmo período em 2009, quando o próprio presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), foi o campeão de faltas (relembre). Entre fevereiro e julho daquele ano, os parlamentares somaram 783 ausências, um terço a mais que o total contabilizado nos primeiros seis meses de 2011. (Congresso em Foco)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation