Política Nacional 27/03/12

“Fifa quer é propaganda e não a
venda de um copinho de cerveja”.
Senador Walter Pinheiro (PT/BA), sobre a
empacada votação da Lei Geral da Copa.

Novidade
Entusiasta do movimento “Volta, Lula”, ex-líder do governo na Câmara Cândido Vaccarezza (PT-SP) contou a novidade à cúpula do PMDB.

Vai crescer
Articuladores acham que o movimento “Volta, Lula” deverá crescer muito, no rastro da insatisfação dos aliados com o governo Dilma.

Lulistas unidos
A facção CNB, desgostosa com o jeito Dilma de governar, é liderada pelo ex-presidente Lula e seu ex-chefe da Casa Civil José Dirceu.

O eleitor aprova
Pesquisas a serem divulgadas esta semana mostrarão índice recorde de aprovação para o espancamento de Dilma na classe política.

Avanço do PT no DF
Novas mudanças devem ocorrer no governo do DF: o ex-presidente dos Correios e atual presidente do Metrô, David José de Mattos, pode assumir a Secretaria de Obras, e seu órgão executor, Novacap, será presidido por um servidor de carreira. Ambos foram escolhidos pelo vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), que reage ao avanço petista no governo, após a posse de Swedenberg Barbosa na Casa Civil.

Autismo político
Para o senador Sérgio Souza (PMDB-PR), suplente de Gleisi Hoffmann (Casa Civil), “falta ao Planalto conversar mais com o Congresso”.

Julgamento, já
O site Petição Pública promove um abaixo-assinado pelo início do julgamento do Mensalão no STF, antes que os crimes prescrevam.   

Sem pressa
Muito se fala na Comissão da Verdade, mas até agora, quatro meses após sancionar a lei que a criou, Dilma não nomeou seus integrantes.

Nem pensar
Mais perdida que cachorro em dia de mudança, a ministra Ideli Salvatti (Relações Exterio-res) telefonou ontem ao deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) para uma consulta: “Há clima para votar algum projeto, esta semana?” Resposta do candidato a presidente da Câmara: “Não”.

Sem pino
Dilma deu férias à crise, permitindo-se uma parada ontem na Espanha, a caminho da reunião dos Brics, na Índia. O nome da cidade na “visita privada” não poderia ser mais sugestivo no atual momento: Granada.

Poderoso
O governador Sérgio Cabral (PMDB) desconta no contri-buinte os foras que leva de Dilma: obriga vistoria em todos os carros, até na garantia. Fora o dia perdido, o infeliz paga o mais alto IPVA: 4% do carro.

Cateter, não
Os médicos queriam que Lula, com a garganta ferida pela radioterapia, usasse cateter de alimentação, mas ele prefere geléia com anestésico antes das refeições, informou a colunista Consuelo Badra, em seu Facebook. Sem apetite, ele perdeu peso e se queixa da dieta pastosa.

Incurável
Bento 16 deu um chega-para-lá no fanfarrão Hugo Chávez, que trata o câncer em Cuba: não vai recebê-lo como anunciou o semi-ditador, por ofender bispos venezuelanos. Terá que pedir perdão ao “papa” Fidel.

Tão longe, tão perto
O senador tucano Álvaro Dias (PR) quer explicações no Congresso do ministro Aguinaldo Ribeiro (Cidades), após denúncia do “Fantástico” de projeto digital em João Pessoa (PB), que custou milhões e não saiu do papel.  Ribeiro está em exótica viagem à Albânia, Hungria e Inglaterra.

Veneno veludo
Crítico das privatizações no passado, o governo mira os portos: planeja privatizar todos. A má gestão foi constatada pelo Tribunal de Contas da União: as obras portuárias para a Copa estão atrasadas em sete cidades-sede, exigindo a conveniente “pressa”. 

Doce Ahmadinejad
Piratas da Somália sequestraram no Índico um cargueiro iraniano com 663 mil toneladas de açúcar embarcadas no porto do Rio, em fevereiro: a operadora, diz a Reuters, está na lista negra do governo dos EUA. 
 
Inevitável
Depois dos impostos e da morte, agora também do aumento da gasolina ninguém escapa.

PODER SEM PUDOR
Era uma vez Pió
Campina Grande (PB) também vivia sob a lei marcial da Revolução de 1932 quando certa madrugada o vereador Zé Pió retornava de uma farra, em pleno blecaute, e foi interceptado por um sentinela: “Alto lá!” Zé Pió não percebeu que a advertência era para a ele e continuou a andar, tateando a escuridão. O milico engatilhou o fuzil: “Quem vem lá? Fale ou leva fogo!”
– É Pió! Não atira que é Pió! – gritou o vereador.
Pior para ele. O soldado achou que era uma provocação e mandou bala.

Claudio Humberto com Ana Paula Leitão e Teresa Barros
E-mail: [email protected]“>[email protected]
www.claudiohumberto.com.br

Assuntos desta notícia

Join the Conversation