De novo, a pista

São preocupantes, graves mesmo, os problemas apontados pelas duas maiores companhias aéreas que operam no aeroporto de Rio Branco, os quais precisam ser corrigidos com urgência, sob o risco de acontecer alguma tragédia a qualquer momento. E não se trata de exagero ou alarmismo.

Pelo que foi publicado ontem neste jornal, além das rachaduras e desnivelamento na pista, falta de equipamentos para a aproximação dos voos nas aterrissagens, o relatório aponta ainda que a pista não tem condições sequer de suportar o peso das aeronaves.

Ora, não precisa ser um especialista no assunto para se concluir, são problemas graves em se tratando de transporte aéreo e que por muito menos graves acidentes já ocorreram.

Outro dado preocupante é que o relatório foi feito depois da recente reforma que foi feita na pista e da inspeção de uma equipe da Anac. O que significa que o trabalho terá que ser feito de novo e a responsabilidade, no caso, cabe à Infraero que tem se mostrado omissa. O Acre precisa e tem o direito ao transporte aéreo e com as devidas condições de segurança.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation