Dia perdido

Pode até ter sido uma frase de efeito do deputado Moisés Diniz ao pedir que a Mesa Diretora descontasse um dia de seus vencimentos pela sessão de anteontem na Assembleia Legislativa. Ou seja, pela completa inutilidade do que os senhores deputados produziram naquele dia.

Como se divulgou ontem, os deputados passaram a maior parte do tempo se digladiando em cima de uma provocação tola de um parlamentar da oposição, que propunha um requerimento ou convite a ser enviado à presidenta da República para visitar o Estado.

Com tantos e graves problemas a se debater e a apresentar soluções, com efeito, ver uma casa legislativa gastar tempo e recursos públicos com questões menores, deveria mesmo haver algum dispositivo no regimento interno que descontasse dos seus vencimentos o dia perdido. É assim que funciona na iniciativa privada.

É por este e outros motivos que quando se fazem pesquisas de opinião junto à sociedade sobre a credibilidade das diversas instituições, a classe política sempre ocupa os piores lugares.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation