Acre debate assistência técnica e extensão rural

A Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) reunirá produtores familiares, sindicatos de trabalhadores rurais, extrativistas, assentados da reforma agrária e organizações não-governamentais, profissionais do serviço de extensão e gestores públicos municipais, estaduais e da esfera federal, nos dias 19 e 20 próximos, no auditório da Uninorte. O encontro debaterá e elegerá as principais propostas a serem levadas à Conferência Nacional que aponta diretrizes para a construção do Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pronater).

A Conferência Estadual de Ater põe em debate um conjunto de políticas públicas que mudam as condições socioeconômicas dos produtores familiares e assentados da reforma agrária. O objetivo é fortalecer as políticas de Ater, quantitativa e qualitativamente, e promover um desenvolvimento rural sustentável.

De acordo com o secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar, Lourival Marques também serão eleitos os delegados que irão participar da Conferência Nacional. “O objetivo é abrir para um debate altamente qualificado, amplo e amadurecendo importantes temas sobre o Programa Nacional de Ater”, frisou, acrescentando que o resultado esperado é o fortalecimento das políticas agrícolas no Acre.

Segundo a delegada do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e coordenadora da comissão de organização do evento, Zenilda Barbalho, o Acre tem direito a eleger 15 delegados que irão ter voz e voto na 1ª Conferência Nacional de Ater (Cenater). “É importante a participação da sociedade civil e, principalmente, dos que recebem os serviços de assistência técnica e extensão rural para que possam tanto avaliar essas politicas públicas como discutir e apresentar propostas para a melhoria desses serviços”, explicou.

O objetivo é propor diretrizes para o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pronater) durante a 1ª Conferência Nacional de Ater para Agricultura Familiar e Reforma Agrária e o Desenvolvimento Sustentável do Brasil, que ocorrerá de 23 a 26 de abril, em Brasília. A conferência nacional irá discutir temas como desenvolvimento rural sustentável, diversidade da agricultura familiar e a redução das desigualdades, políticas públicas, gestão, financiamento, demanda e os temas propostos pelas Conferências Estaduais.

O encontro em Rio Branco segue orientação pelos eixos temáticos: 1 – Ater para o Desenvolvimento Rural Sustentável; 2 – Ater para a diversidade da agricultura familiar e a redução das desigualdades; 3 – Ater e políticas públicas; 4 – Gestão, financiamento, demanda e oferta de serviços de Ater; e 5 – Metodologia e abordagens de extensão rural. Serão facilitadores em cada eixo temáticos os técnicos Ronei Santana, Marcus Inácio Fernandes, Aldair, Nilton Cosson e Socorro Ribeiro. (Assessoria Seaprof)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation