Caixa inicia pagamento do FGTS em Brasiléia

A Caixa Econômica Federal inicia, nesta terça (27), o atendimento para liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para mais de três mil trabalhadores da cidade de Brasiléia. Em decorrência das chuvas, o município decretou situação de calamidade, conforme a lei 8.036/90. A Central de Atendimento Caixa será instalada na sede do Sesc, com funcionamento de segunda a sexta, das 9h às 14h. Contatará com unidade temporária de atendimento/UTA e unidade de atendimento itinerante (caminhão agência).
 
A central receberá empregados da Caixa de Rondônia, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais que, em conjunto com os empregados do banco no Acre, prestarão informações e procederão à liberação dos recursos do FGTS. A liberação dos recursos será de acordo com a letra inicial do nome do trabalhador, conforme calendário:

Calendário de Atendimento CAIXA/FGTS
Brasiléia (AC)

 

MARÇO

DIA DA SEMANA

LETRAS

 

27

TERÇA

A

1ª semana

28

QUARTA

B, C, D e E

29

QUINTA

F, G, H e I

30

SEXTA

J, K e L

 

ABRIL

DIA DA SEMANA

LETRAS

 

2

SEGUNDA

M e N

2ª semana

3

TERÇA

O, P, Q, R e S

7

QUARTA

T, U, V, X e Z

8

QUINTA

todos

               
Nos municípios com declaração de situação de calamidade, a exemplo de Brasiléia, os trabalhadores residentes nas áreas atingidas e informadas pelo poder público local têm direito a sacar o valor existente, limitado a R$ 6.220,00 por beneficiário do FGTS. É preciso ter saldo em conta para realizar o resgate.
O trabalhador tem  até  90 dias, após a publicação do ato do Ministério da Integração Nacional reconhecendo a  situação de emergência do município, para solicitar o saque. (Assessoria)

Documentação necessária:
Para a liberação do saque FGTS por calamidade/emergência, o titular da conta vinculada deve apresentar:
 
– Carteira de Identidade (também são aceitos carteira de habilitação, passaporte e novo modelo da Carteira do Trabalho);
– Comprovante de Residência – original e fotocópia – emitido até 120 dias antes do desastre;
– Carteira de Trabalho ou outro documento com o número do PIS (que facilite a localização da conta do trabalhador no FGTS);
– Cartão do Cidadão (opcional).

Assuntos desta notícia

Join the Conversation