Desabrigados fazem protesto e fecham a rodovia AC-40

O nível do Rio Acre voltou a descer e a operação “Volta para casa” foi retomada. Na última medição realizada estava apresentando 10, 70 m. No último sábado (17), abrigados do parque de exposições realizaram um protesto, pois muitos alegam que as residências estão desabando e não tem outro lugar para morar, pedindo o auxílio do aluguel social.

 De acordo com Estefânia Pontes, secretária de Assistência Social, os servidores da secretaria estão sendo ameaçados. “Sábado os desabrigados fecharam a rodovia AC-40. Eles estavam ameaçando colocar fogo nos boxes. Nossos técnicos também estão sendo ameaçados de morte. A pessoa que organizou a manifestação esteve aqui no parque, foi dado o auxílio do aluguel social e simplesmente ele não pagou o dono do imóvel. Ele estava mal intencionado, desacatou as autoridades e acabou sendo preso. Chamamos todos que participavam da manifestação para conversar, um a um, porque não é assim que resolvemos as coisas. Quando eles insitem em usar a violência, passamos o caso para o Ministério Público”.

 A secretaria afirmou que todas as famílias estão sendo investigadas. “Desde a última semana muitas pessoas vieram nos procurar dizendo que as casas não tinham condições para voltar às suas casas. Montamos uma equipe junto com a Defesa Civil, que está indo em cada residência para verificar a situação de cada uma, estamos investigando porque nem todos falam a verdade”, disse Estefânia.
Segundo o Coronel Gilvan Vasconcelos, várias residências estão passando por vistorias. “Já interditamos 232 casas. Passamos o relatório para a Assistência Social e esses moradores são encaminhados para o aluguel. Precisamos verificar, não é justo quem realmente não precisa, quem está com a casa em boas condições receber o auxílio”.

 Aproximadamente 188 famílias ainda estão abrigadas no parque. Por dia, 70 a 80 famílias deixam o local. A previsão para concluir a retirada de todas é até hoje.

voltaalagados1

Assuntos desta notícia

Join the Conversation