Funcionários do Saerb fazem manifestação

Funcionários do Saerb (Serviço de água e esgoto de Rio Branco) paralisaram suas atividades na manhã de terça-feira (20), para pedir melhorias nos salários. Após o manifesto em frente ao órgão, eles seguiram para a Câmara Municipal para debater junto aos vereadores.
Manifestação Saerb 2
De acordo com Edinho Monteiro, funcionário do Saerb e diretor do Sindicato dos Urbanitários, há mais de um ano os trabalhadores esperam por melhores condições de trabalho. “Queremos a revisão do PCCSR (Plano de carreira, cargos, salário e remuneração). Enviamos a proposta para a prefeitura há mais de um ano. A resposta que nos deram foi o plano será implantado nas secretarias de outros municípios, mas que para o Saerb não será aprovado agora”.

O funcionário afirmou ainda que caso os pedidos não sejam atendidos, uma greve será realizada. “O prazo de revisão da proposta que enviamos ao prefeito é até o dia 28 de abril. Se ele não atender a nossa manifestação, iremos entrar em greve por tempo indeterminado. Queremos o adicional de titulação, adicional de nível superior, auxílio creche, reajuste de reposição salarial, reenquadramento de funções, entre outros”, disse Edinho.

O vereador Marcelo Jucá acompanhou a manifestação dos servidores do Saerb. “Queremos que seja mantido um acordo entre prefeitura e governo, em que os servidores não iriam ter prejuízos. Queremos a reposição salarial para todos.”

Marcelo informou que os servidores não são atendidos pela direção do órgão. “Eles foram procurar o diretor, mas ele disse que não poderia tomar decisão alguma. Nomearam outro, mas até agora ele não assumiu. Estão todos perdidos, sem saber onde recorrer”, finalizou o vereador.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation