Enfermeira encontra feto humano dentro de vaso sanitário de Hospital

Na manhã de quarta-feira, 14, funcionários da limpeza do Hospital Raimundo Chaar, no município de Brasiléia, distante cerca de 240 de Rio Branco, e que faz fronteira com a Bolívia descobriram que um feto humano de aproximadamente cinco meses seria o motivo pelo qual o vaso sanitário do banheiro feminino daquela unidade de saúde estaria entupido.

 De acordo com informações da enfermeira Jaqueline, ela foi procurada pelos funcionários que comunicaram que ao tentarem desentupir o vaso sanitário teria encontrado algo estranho e resolveram chamá-la para constatar o que seria aquilo que aparentava ser um pedaço de carne.

 A enfermeira se dirigiu ao banheiro e com ajuda dos funcionários conseguiu puxar um feto humano do sexo masculino.

Imediatamente, a enfermeira comunicou o fato a Polícia Militar que acionou perítos do Instituto Médico Legal – IML que retiraram o feto e a placenta do vaso sanitário.

 O feto foi conduzido ao IML de Rio Branco para exame e a Polícia tenta localizar a mulher que teria expulsado o feto através de um aborto e o abandonado no vaso sanitário do Hospital.

A direção do Hospital Raimundo Chaar e a Polícia Civil realizaram levantamento na Maternidade daquela cidade no intuito de identificar alguma paciente que teria sofrido um aborto ou apresentava sintomas de aborto,mas nenhuma mulher teria sido identificada com tais sintomas.

 A Polícia acredita que a mulher que abandonou o feto no vaso sanitário do Hospital tenha ido ao local somente para abortar o feto e em seguida tenho ido para casa, já que não existe nenhum registro de paciente que tenha procurado a unidade de saúde se queixado de dores de parto ou com sintomas de aborto ou pós aborto.

 Não se tem nenhuma informação da mulher que expulsou o feto e o caso está nas mãos da polícia.

Fotos/O Alto Acre

fetoprivada1

fetoprivada2

Assuntos desta notícia

Join the Conversation