“Não há nada mais antiecológico do que a pobreza e a miséria”, diz Aécio Neves

O senador Aécio Neves (PSDB), defendeu na tarde de ontem, durante entrevista coletiva no aeroporto de Rio Branco, a unidade da oposição ainda no primeiro turno na disputa pela Prefeitura da Capital. Citando lideranças como o senador Sérgio Petecão (PSD) e o deputado federal Márcio Bittar (PSDB), ele disse que esse seria um caminho seguro para a vitória em 2012 e nas próximas eleições.

 Aécio Neves explicou que veio ao Acre a convite do senador Sérgio Petecão, para participar do jogo da solidariedade, mas a partida foi adiada para o dia 29 e como já tinha outros compromissos, resolveu vir ao Estado trazer sua solidariedade à população acreana vítima da cheia dos rios.

“Volto ao Acre 27 anos depois de ter vindo aqui com meu avô, Tancredo Neves, que disputava a Presidência da República. Estou muito feliz por retornar a essa terra de gente tão batalhadora. Vim trazer minha solidariedade e me reunir com meus companheiros de partido e das siglas aliadas, que no meu entender, deveriam estar unidas já nesse primeiro momento”, disse.

 Ele anunciou a doação de 2,5 mil cestas básicas, além de colchões, do governo de Minas Gerais às famílias que foram atingidas pelas cheias dos rios no Acre. Aécio Neves fez questão de destacar a sensibilidade do governador Antônio Anastasia, que atendeu seu pedido de ajuda ao Estado.

 Durante a entrevista coletiva, Aécio Neves criticou o modelo de desenvolvimento sustentável, afirmando que o Governo Federal precisa olhar com mais carinho para o Acre, ajudando na instalação de grandes indústrias no Estado, garantindo a geração de emprego e renda para a população.

“Não há nada mais antiecológico do que a pobreza e a miséria. O Governo Federal precisa olhar com mais carinho para o Acre, ajudando esse Estado a se desenvolver. Precisamos de grandes indústrias aqui. Lembro que o presidente Fernando Henrique sempre tratou o Acre com prioridade, mas no ano passado o repasse do Governo Federal foi o mínimo”, afirmou.

 Aécio Neves se reuniu com lideranças do PSDB e de outros partidos para discutir estratégias para as eleições de 2012. O senador tucano também participou de uma palestra no auditório da escola Armando Nogueira para pré-candidatos e militantes.

 Provável candidato à Presidência da República, ele chegou a afirmar que espera que a votação de José Serra no Estado seja repetida nas próximas eleições.

“Espero que a votação que o Serra obteve aqui no Acre possa se repetir nas próximas eleições. O PSDB precisa se unir aos outros partidos que fazem oposição a esse governo e definir novas propostas para o nosso país, principalmente para setores importantes e que estão abandonados como a Saúde e Segurança Pública”, ressaltou.

 Aécio Neves recebeu um manifesto do comitê pela volta do antigo fuso horário do Acre, pedindo apoio do senador para que o problema seja solucionado e a vontade da maioria da população seja respeitada.

“O Bocalom sintetiza o projeto do PSDB”, diz Aécio Neves

 Ao falar sobre a pré-candidatura de Tião Bocalom à Prefeitura de Rio Branco, o senador Aécio Neves disse que o PSDB precisa caminhar unido com os demais partidos da oposição, apresentando um projeto diferenciado para o desenvolvimento da Capital e do Estado.

 Ele lembrou que existe um desgaste natural da Frente Popular e que o momento é de pensar em vencer as próximas eleições, olhando sempre para as próximas disputas.

“Temos grandes lideranças da oposição no Acre. Em Brasília tenho o prazer de conviver com pessoas especiais com o senador Sérgio Petecão e o Márcio Bittar. Aqui temos o Bocalom que tem todas as qualidades necessárias para administrar nossa Capital. Ele sintetiza o projeto do PSDB”, afirmou. 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation