Política local 05/04/2012

“O político é um gaiato que prefere a versão ao fato”.

(Millôr Fernandes, escritor)

Pressão na fronteira
Começou a “operação fronteira”, comandada pelo PT, que visa desativar a candidatura do delegado Messias Ribeiro (PSDC) a prefeito de Brasiléia. Ontem, o presidente do PSDC, Afonso, foi procurado por assessores petistas para que indique Blandina (PSDC) como vice de José Alvanir (PT). Uma comissão ficou de procurar os parlamentares do PSDC para ratificar o acordo.

Conversa longa
Ontem, os dissidentes do PSDC, ex-vereador Zemar e Blandina estiveram no comando político do PT e conseguiram o compromisso de gestões no PSDC para tirar Messias Ribeiro do páreo.

Conversa séria
Como pauta principal da conversa ficou de chamar aliados do deputado Edvaldo Sousa (PSDC), principal apoiador da candidatura Messias Ribeiro, para lhe convencer a que saia de cena.

Uma palavra
O deputado Eber Machado (PSDC) prometeu à coluna não endossar o acordo: “já dei minha palavra de apoio à candidatura do Messias Ribeiro a prefeito e não volto atrás”.

Para embolar
Para embolar, ainda sobre Brasiléia, quem apareceu ontem pela Aleac foi o vereador Carlinhos do Pelado (PSB) se apresentando como “candidato a vice” na chapa de José Alvanir (PT).

Trator D-8
Seja Zemar (PSDC) ou Carlinhos do Pelado (PSB) o vice da chapa de José Alvanir (PT) equivale a empurrar um trator D-8 desligado ladeira acima em terreno de tabatinga molhada.

Nome ratificado
O prefeito de Epitaciolândia, José Ronaldo (PSB), me disse ontem que vai apoiar Tião Flores (PSB), candidato do partido à sua sucessão e nega acordo para indicar o vice do PT.

Comparação
O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) anda desatinado. Só pode ser. Comparou ontem o governador Tião Viana a um “traficante” que, para fugir da PF se escuda na Bíblia.

Que coisa louca?
Isso porque Tião se amparou na Bíblia ao falar sobre o episódio do “jogo da solidariedade”.

Oposição de ideias
Oposição tem que ser dura, cobrar do governo, questionar mesmo. Mas quando passa para a ofensa pessoal e descabida entra no terreno da irresponsabilidade, e isso não é aceitável.

Oposição não é isso
O deputado Astério Moreira (PRP) considerou a comparação ofensiva não só ao governador Tião Viana, mas à sua família e à sua história, devendo por isso merecer total repúdio.

Coerência política
Até o ex-deputado e candidato à PMRB, Luiz Calixto (PSL) – se desincompatibilizou ontem para ser candidato – um adversário feroz de Tião Viana, criticou à coluna a fala infeliz de Diniz.

É o cara!
O empresário Nogueira é o candidato a ser apoiado pelo deputado Eber Machado (PSDC) a prefeito de Acrelândia, que o considera um nome limpo, leve, e com chance de ganhar.

Ato de Justiça
A soltura ontem pela Justiça do prefeito de Marechal Thaumaturgo, Randinho, é um ato justo. Há prefeitos com acusações cem vezes mais graves que as do Randinho e nunca foram presos.

Presunção de inocência
E até porque a Constituição Federal dá aos simples acusados a presunção de inocência.

Plácido de Castro
Roney Firmino (PSB) para prefeito e Aldenor (PT) de vice é a chapa com costura quase pronta na alta cúpula do PT para disputar a eleição em Plácido de Castro.

Tem que cobrar
Tião Viana deveria chamar o diretor do Depasa, Gildo César, e exigir dele serviços de vergonha nas obras do governo. Conjuntos como Carandá e Cabreúva, novos, estão acabados.

Cartão de visitas
Os cartões de visitas desses conjuntos são esgotos a céu aberto, ruas esburacadas, um triste espetáculo. Tem que se cobrar dos empresários das obras que as recuperem urgente.

Bandeira fácil
O abandono dos dois conjuntos deu ontem na Aleac uma bandeira fácil, com exibição de fotos, ao deputado Wherles Rocha (PSDB), deixando a base do governo sem resposta.

Chapa fechada
O prefeito de Senador Guiomard, James Gomes, fechou a sua chapa, que terá como vice sua ex-secretária municipal de Educação, Branca (DEM), que nada o acrescenta em votos.

Não é o forte
Lealdade aos amigos não é o forte do prefeito James Gomes. Brigou com Celso Ribeiro quando era seu vice e agora com o antigo aliado, o combativo jornalista Zezinho. Aguente o coro!

Até quando?
Até quando a cúpula da Segurança vai deixar Sena Madureira no comando das gangs?

Resolve a parada
Aliados do candidato a prefeito de Tarauacá, o Hulk, acham que com 8 mil reais o liberam no TCE com o pagamento de uma multa. Difícil será alguém do PDT meter a mão no bolso.

Depois não reclamem!
Estão as principais lideranças da oposição deixando o prefeito de Feijó, Dindim (PSDB), só na sua reeleição. Depois, se o Dindim for reeleito, e não duvidem muito que isso possa vir ocorrer, não vão ter moral para lhe bater a porta em 2014 lhe pedindo apoio para governador e senador. Quem planta mal em política colhe mal. Diz a velha máxima mineira.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation