Política local 08/04/2012

“O ruim das amizades eternas são os rompimentos definitivos”.

(Millôr Fernandes, escritor)

Quem é Márcio?
Ligou o ex-deputado Mazinho Serafim (PMDB) para pedir o registro: “o deputado federal Flaviano Melo me deu carta branca para disputar a prefeitura de Sena. Coloque na sua coluna que não abro! Quem é Márcio Bittar, do PSDB, para querer decidir sobre minha candidatura”?

Pouco importa
Mazinho garantiu que pouco importa se a deputada Toinha Vieira (PSDB) será ou não candidata a prefeita, por a sua candidatura não estar atrelada à sua decisão política.

Falta gratidão
Mazinho diz que a deputada Toinha Vieira (PSDB), ao não lhe apoiar, mostra não conhecer a prática da lealdade política: “ninguém deu mais dinheiro para a sua campanha do que eu”.

Registro a ser feito
Não se pode falar no alfandegamento da ZPE sem citar o belo trabalho do secretário de Indústria, Edvaldo Magalhães, que, conseguiu em tempo recorde o aval para o funcionamento.

Ação organizada
Edvaldo Magalhães conseguiu, com uma ação organizada, o que outros estados tentam e não conseguem há anos, ter a carta de alfandegamento. Não apostem agora no fracasso da ZPE.

Na mesma intensidade
No mesmo tom como repudiei a comparação tosca feita pelo deputado Gilberto Diniz (PTdoB)  do governador Tião Viana a um “traficante”, vou repudiar também se punirem o deputado.

Ditadura da palavra
Alguns deputados andam aventando levar Gilberto Diniz (PTdoB) à Comissão de Ética.

Tribuna livre
Sem uma tribuna livre não há razão para a existência do Legislativo, a liberdade é sagrada.

Em Plácido de Castro
Laurita (PSD), Socorro (PSD), Jamislene (PMDB), Holanda (PP), Gedeão (PSDB), Motinha (PP), brigam entre si pela candidatura a prefeito, e se sentarem na mesma mesa é briga certa.

Grande oportunidade
Essa briga louca (não creio que acabem se unindo) é tudo que o prefeito de Plácido de Castro, Paulinho (PT), um dos mais desastrados que ocupou o cargo, quer para fazer o seu sucessor.

Príncipe ou ídolo?
Chegou  e-mail: “no que se deve crer? Quando o Dr.Raiz chama o Tião Viana de “meu ídolo”, ou quando ele encontra o Petecão, e o chama de “meu príncipe, futuro governador”?

Eu é que sei?
O e-mail está registrado, como foi pedido, a resposta é com o Dr.Raiz?

Grotões decidem
O advogado André Hassem (PSDB), candidato a prefeito de Epitaciolândia, não deve se preo-cupar com adversários, quem decide eleição majoritária são os moradores dos grotões.

Nada impede
Em eleição majoritária, quando o povo coloca um candidato na moda, não tem máquina, adversário, que impeça a sua vitória. A política acreana está rechea-da desses exemplos.

Sentença na bica
Está na bica para sair a sentença que definirá se o prefeito do Bujari, Padeiro (PSB), perderá ou não o mandato por prática de infidelidade partidária. A ação é movida pelo PMDB.

Candidatura comunicada
O PRP não estará na oposição em Epitaciolândia. O presidente do diretório municipal do PRP, Caleb Hassem, comunicou ao governador Tião Viana que não seguirá a orientação da regional.

O ovo ou a galinha?
Estourou o saco esse debate sobre o “jogo da solidariedade”, há coisas mais importantes que ficar nessa discussão estéril  tipo o enigma : quem nasceu primeiro, o ovo ou galinha?

Filme repetido
Adversários do prefeito de Feijó, Dindim (PSDB), o apontam como último colocado na disputa. O filme é velho, já vi, e no final quem acabou ganhando a eleição para prefeito foi o Dindim.

Se deu mal
O ex-vereador Zemar (PSDC) armou para indicar a vice sua mulher, Blandina (PSDC), a vice de José Alvanir (PT) e se deu mal, o PSDC vai de Messias Ribeiro (PSDC) para prefeito.

Correr na raia
Fernando Melo (PMDB), Jamil Asfury (DEM), Luiz Calixto (PSL) e Marcus Alexandre (PT) têm que começar a acelerar as suas campanhas, Tião Bocalom (PSDB) está bem na dianteira.

Dado concreto
Na campanha muita coisa pode mudar, mas o quadro hoje é exatamente esse.

Mais na frente
Secretários e outros ocupantes de cargos de confiança candidatos a vereadores deixaram ontem o cargo. Marcus Alexandre (PT), a lei permite, só se desincompatibiliza dia 7 de junho.

INÊS É MORTA
Os tucanos são uma fauna gozada. Antes, defendiam que na Capital, por ter dois turnos, cada partido podia lançar candidato a prefeito. Como fizeram as contas e sabem que é ínfima a chance de ganhar no primeiro turno, agora querem um só candidato a prefeito. Inês é morta.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation