Política local 10/04/2012

“Jamil, meu filho, eu vou pro pau com você nessa sua candidatura a prefeito”.

(Pastor Agostinho, da Igreja Batista do Bosque)

Não para barganhar
Do lançamento ontem da candidatura do deputado Jamil Asfury (DEM) à PMRB podem ser pinçados três focos: que é irreversível a sua decisão de disputar a prefeitura e que a sua aliança com o PPS é sólida e o professor Airton Rocha (PPS) tende a ser o vice da sua chapa.

Fim da escada
O ponto alto foi o manifesto apoio do bom pastor da Igreja Batista, Agostinho, que o tratou como filho. Agostinho diz que cansou de ajudar partidos.

Debate idiota
Até aqui o deputado Jamil Asfury (DEM) foi o único candidato a prefeito da Capital da oposição que não entrou pelo debate idiota de discutir o governo Tião Viana numa eleição municipal.

Burrice quilométrica
O que tem de ser discutido são as omissões e os erros da administração do prefeito Angelim.

Mata o paciente
O deputado Walter Prado (PDT) passou o programa Tribuna Livre jurando amor e apoio ao candidato Marcus Alexandre (PT). Por dez vezes! Remédio demais costuma matar o paciente.

Dose de razão
Mazinho (PMDB) tem razão de sua mágoa com a candidatura à prefeitura de Sena da deputada Toinha Vieira (PSDB), ele injetou cerca de 500 mil reais na sua última campanha a prefeita.

Lógica da lealdade
A lógica da lealdade seria agora a Toinha, que já tem mandato, apoiar a candidatura a prefeito de Sena Madureira do Mazinho. Então, ele tem toda razão de disputar a prefeitura contra ela.

Rodada no Juruá
Dirigentes da oposição reúnem no próximo dia 12 todos os seus pré-candidatos a prefeito em Cruzeiro do Sul, para discutirem a estratégia para a escolha de um candidato por município.

Pesquisa
As pesquisas de opinião pública deverão ser os parâmetros para a escolha dos candidatos.

Fichas sujas
O PT corre contra o tempo para tentar livrar os prefeitos Burica (Rodrigues Alves) e Eliane Gadelha (Assis Brasil) do “ficha limpa”, para disputarem as suas reeleições.

Boa embalada
A candidatura até aqui sem sal de André Maia (PT) a prefeito de Senador Guiomard poderia pegar um bom vento, se conseguisse atrair para uma aliança o ex-prefeito Celso Ribeiro (PTN).

Mal das pernas
A se confirmar a candidatura de Roney Firmino (PSB) a prefeito de Plácido de Castro pela FPA é uma prova que o deputado federal Sibá Machado (PT) está em baixa, ele quer um nome do PT.

Hora certa
O deputado federal Márcio Bittar (PSDB) prometeu ao candidato Tião Bocalom (PSDB) que na hora certa tira a candidatura a prefeito de Airton Rocha (PPS), é o que eu ouvi de um tucano.

Quico prefeito
O deputado Eber Machado (PSDC) definiu o vereador Quico (PSDC) como candidato a prefeito de Plácido de Castro. Um aviso, não é o Quico do seriado do personagem de humor, Chaves.

Nem a pau
A depender do prefeito Wagner Sales (PMDB), nem a pau seu vice será Nicolau Junior (PP).

Tremenda bobagem
Alguns defensores do PT usam o errado argumento que os vários candidatos da oposição vão brigar tanto que não se unirão. Ao contrário, o poder desune, a adversidade sempre agrega.                                           

Bancada espinhada
A bancada tucana da imprensa estava ontem indócil e soltando veneno no lançamento da candidatura do Jamil Asfury (DEM) à PMRB, por ele ter se afastado do Tião Bocalom (PSDB).

Veneno no balde
Se o Instituto Butantã passasse no local coletaria farta matéria-prima para soro antiofídico.

EXCELENTE NOME
Está nas mãos do coronel PM e pastor evangélico, Juvenal, decidir se aceitará ser candidato a vice-prefeito na chapa de Fernando Melo (PMDB). É um excelente nome, respeitado na populosa Baixada da Sobral pelo trabalho policial desempenhado. Este sim, traria votos.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation