Política local 15/04/2012

“Política é a arte de enganar o eleitor fora do poder e dentro do poder”.

(Máxima do anedotário mineiro)

Castelo de cartas
Para os meios jurídicos, a decisão da juíza de Direito, Ivete Tabalipa, que condena a GLOBO por uso indevido das imagens de Chico Mendes e Ilson Pinheiro é um castelo de cartas não resiste um sopro. As imagens deles são públicas, não foram denegridas, então, não cabe indenização.

Com facilidade
Um desembargador e dois experientes advogados com os quais conversei estão certos que nas instâncias superiores as duas sentenças da juíza Ivete Tabalipa serão reformadas in totum.

Debate interessante
Embora eu ache que a presidente Dilma, neste momento de crise econômica não vai perdoar as dívidas dos estados, é interessante e válida o movimento do deputado Luiz Tchê (PDT).

Bom presidente
Tchê fecha seu ciclo na presidência da Unale com o encontro de hoje na Aleac, com todos presidentes estaduais, para colocar o tema em debate e tirar um documento do assunto.

Começou mal
O PSDC pisou no tomate na escolha do nome a prefeito de Acrelândia, Eudalino Nogueira, aliado do condenado ex-prefeito Carlinhos, com dupla filiação, e hoje sem partido político.

Faltou checar
E o PSDC ainda levou o governador Tião Viana a recebê-lo em seu gabinete com candidato.

Não merece
Acrelândia, que já teve os desastrados prefeitos Paulinho, Carlinhos, Vilseu e agora o Clóvis Moretti, merece ter um candidato a prefeito cujo perfil político não sofra contestação.

Serviço de porco
Qual empresa pública que fez, não sei, mas sei que fizeram um serviço porco no Tropical, ao abrir buracos na rua principal, que quando chove vira um lamaçal e alvo de xingamentos.

Medo de gente
O prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos (PT), deve ter a síndrome do pânico, seus aliados reclamam que é uma luta lhe tirar do gabinete para discutir os problemas com a comunidade.

Buraco negro
É nesse buraco negro que a candidatura de Wagner Menezes (PSB) a prefeito de Xapuri poderá ser bem sucedida, e ainda por ter a mão forte do deputado Manoel Moraes (PSB).

FlaxFlu político
Os prefeitos Joais (PT), de Capixaba, e Zé Ronaldo (PSB), de Epitaciolândia travam um duelo da mediocridade. Joais tem 3% de aceitação e Zé Ronaldo 10%, um FlaxFlu político, sem favorito.

Inimigo na cama
O presidente do PSDB, Márcio Bittar, contam, está furioso ao ter certeza que a onda de ataques que sofreu na mídia foram gestados pelo grupo político do Tião Bocalom (PSDB).

Claro que não
Bittar, como qualquer ser normal, não crê que Tião Bocalom não sabia da artimanha.

Ficar certo
Márcio Bittar pode ficar certo, o grupo vai continuar lhe apunhalando pelas costas.

Cara do PT
Para alguns observadores, a candidatura do Fernando Melo (PMDB) para decolar tem que se descolar da imagem de petista, partido ao qual esteve filiado por décadas.

Teste de autoridade
O grande teste de autoridade no PSDB do presidente Márcio Bittar será na hora de tirar as candidaturas do professor Emerson (PSDB) a prefeito de Brasiléia e de Ximenes, em Tarauacá.

Saindo do zero
O governador Tião Viana está saindo praticamente do zero na agricultura, relegada no governo Binho a último plano, que  se dedicou ao Pró-Acre, o tal do “empoderamento”, que fracassou.

Guloso do Iaco
 Dirigentes do PMDB não estão dispostos a uma aliança com o PSDB em Sena Madureira. Um deles explicou: “se a Toinha ganhar, quem vai mandar é o marido, o guloso Zé Vieira”.

Vale do Acre
Pré-candidatos a prefeito do Vale do Acre se reunem hoje no auditório do Sebrae para ouvirem das direções de seus partidos que, no interior haverá um candidato.

Ação no TRE
O deputado Lira Moraes (PRP) não vai poder comemorar se conseguir, como deve, a sua liberação pelo TRE/AC. Ainda responde uma ação na Côrte que pode lhe tomar o mandato.

Amizade rompida
O deputado Astério Moreira (PRP) pode romper a amizade com o deputado federal Gladson Cameli (PP), se confirmar que paga um advogado para o PRP tentar brecar a sua saída.

NINHO DE COBRAS
Essa troca de farpas, rasteiras, divulgação de brigas antigas, no PSDB, entre os grupos do presidente Márcio Bittar (PSDB) e do secretário geral Tião Bocalom (PSDB), mostra que o ambiente partidário interno está mais para ninho de cobras que, para ninho de tucanos.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation