Política local 20/04/2012

“Não deixar o desencanto tomar conta é o melhor presente”.

(Daniel Piza, escritor político)

Fracasso tucano
Ao negar a proposta de uma aliança, o PPS detonou a tentativa final do PSDB de fragilizar e forçar o deputado Jamil Asfury (DEM) a retirar sua candidatura à PMRB. O dirigente Airton Rocha (PPS) só confirmou o que a coluna tinha previsto: “a aliança do PPS se dará com o DEM”.

Estratégia correta
A estratégia tucana era certa. Sem o PPS de aliado, o DEM não teria como levar a candidatura do deputado Jamil Asfury (DEM), pois, não formaria nem chapa de candidatos a vereadores.

Final previsto
E tudo caminha para que a chapa da aliança DEM-PPS seja Jamil Asfury (DEM) para prefeito e Airton Rocha (PPS) de vice. Ambos estão muito afinados no tocante ao projeto para a PMRB.

Respeito ao povo
Mesmo tendo votado contra a volta do horário antigo, o deputado federal Sibá Machado (PT), foi um democrata e votou na Câmara Federal pela manutenção da vontade do povo acreano.

My god!
Não tem mais que se discutir esse assunto, o povo acreano já votou, decidiu e fim de novela.

Tendência natural
Fora da disputa da prefeitura de Brasiléia, o PSDB apoiará o ex-vereador Everaldo (PMDB), não será surpresa se o professor Emerson (PSDB) se aliar a Messias Ribeiro (PSDC) para prefeito.

Sem chance
Emerson não sobe nem amarrado num palanque coordenado pelo ex-prefeito Aldemir Lopes (PMDB).

Nome forte
Político que conhece bem Plácido de Castro previu ontem à coluna: “em qualquer pesquisa dentro da oposição para prefeito, a vereadora Jamislene Vieira (PMDB) chegará à frente”.

O boi não dança
Carlinhos (PSDB) e Bené Damasceno (PMDB) são os dois candidatos mais fortes a prefeito de Porto Acre. Mas não se unem. E a gula dá chance ao fraco prefeito Zé Maria (PT) se reeleger.

Liberados
Os deputados Élson Santiago (PP) e Maria Antonia (PP) têm a garantia que não serão obrigados a entrar na campanha da oposição, decisão essa com aval do presidente Gladson Cameli (PP).

Rebelião surda
Os vereadores Vieira (PPS) e Luiz Anute (PPS) procuraram o deputado Wherles Rocha (PSDB) para uma conversa. O temor é que na aliança PPS-DEM não consigam se reeleger.

Decisão fechada
Conversa de pouca valia,a coligação PPS-DEM é pacote fechado e amarrado.

Componente político
O subsecretário de Segurança, Emylson Farias, acha que o diabo da violência não é tão feio como pintam em Sena Madureira, para ele a situação é pincelada com componentes políticos.

Dedução lógica
Emilson não mencionou nomes, mas como as denúncias de Sena ter virado território livre do banditismo veio dos deputados Rocha, Gilberto Diniz e Marileide, a carapuça é para o trio.

Chapa própria
O PCdoB vai de puro sangue para vereador da Capital. O deputado Eduardo Faria (PcdoB) diz que existem candidatos suficientes para preecher as vinte e quatro vagas da chapa.

Reportagem hilária
Ontem, bolei de rir com uma matéria em um programa de televisão em que uma repórter anunciava que “índios fortemente armados” invadiram a Funai. Detalhe: portavam porretes.

É um gaiato
E para a cena ficar ainda mais cômica apareceu um boliviano dando pito no governo brasileiro.

Outros nomes
Outros nomes novos na disputa de vagas para vereador: Marcelo Macedo (filho do Tinel), Eliane Sinhasique, Marcos Lima, Junior “Boca Cheia”. Renovar na política é essencial.

Está afunilando
A disputa para ser candidato a prefeito de Plácido de Castro pela oposição se afunilou entre os nomes das vereadoras Jamislene (PMDB) e Socorro (PSD) e do empresário Motinha (PP).

Lista esperada
Nada é mais esperada pelos candidatos e partidos que o listão dos com problemas no TCE.

BUCHADA DE CARNEIRO
Que faziam ontem juntos na chácara do Pádua Bruzugu, além de comer uma buchada de carneiro com molho de pimenta olho de peixe, os dois pré-candidatos a prefeito de Rio Branco, deputado Jamil Asfury (DEM) e Fernando Melo (PMDB)? Uma coisa se tem certeza de ter ocorrido nesse inusitado encontro: a orelha do Tião Bocalom ardeu de tanta caçoleta.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation