Mais criteriosos

A prisão de mais um prefeito de um município do Vale do Juruá, no último domingo, pela Polícia Federal só vem a corroborar a constatação do grau de promiscuidade da prática política e administrativa que vigora em prefeituras do interior do Estado. Recorde-se que há poucos dias outro prefeito da mesma região também foi preso acusado de corrupção.

No caso, não interessa discutir a que partidos pertencem. O que importa é ressaltar a disseminação dessas práticas delituosas que desviam e consomem os parcos recursos públicos que essas prefeituras dispõem e, como conse-quência, seus habitantes vivem em eterna situação de miséria.

No caso desse prefeito, a acusação é a de que estaria se apropriando de terrenos pertencentes à União, para distribuí-los entre parentes. Como há poucos dias, a mesma Polícia Federal prendeu dois vereadores de Cruzeiro do Sul arrecadando dinheiro de assessores “laranjas”.

Fato é que mais uma eleição vem por aí e a sociedade, os habitantes desses municípios precisam ser mais criteriosos na escolha de seus administradores e representantes.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation