1ª Marcha Contra o Crack e Outras Drogas acontece em Rio Branco

Na próxima segunda-feira, 16, acontece a 1ª  Marcha contra o crack e outras drogas, realizada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e o Conselho Penitenciário Estadual. A ideia é unir governo e sociedade civil com o intuito de buscar novas alternativas para tratar os dependentes químicos.

A concentração para a 1ª Marcha contra o crack e outras drogas acontecerá ás 9 horas, em frente ao Palácio Rio Branco, com a participação do cantor gospel Cleber Lucas. Após a Marcha, a partir das 14 horas, no auditório da Firb/Faao terá início o 1º Seminário do Estado do Acre para discussão do crack e outras drogas: por uma justiça terapêutica.

O Secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Nilson Mourão, informou que vários órgãos do governo estão unidos na elaboração de relatórios sobre o problema das drogas no Acre, a ideia é trabalhar com a realidade local do consumo de drogas. “Por estarmos em um Estado de fronteira com o Peru e a Bolívia, a situação do tráfico de entorpecentes é um grande problema, vamos trabalhar na construção de políticas públicas para prevenir e tratar os dependentes químicos”, ressaltou Mourão.

Segundo o Presidente do Conselho Penitenciário Estadual, Valdir Perazzo, cerca de 83% dos reeducandos do Estado são dependentes químicos e os crimes praticados tem relação direta com uso de entorpecentes, assim, a aplicação de penas alternativas seria a melhor saída para reduzir o número da população carcerária do Estado.
O Seminário contará com uma grande programação como a apresentação de peça teatral onde os atores são internos de uma comunidade terapêutica de Rio Branco; palestras sobre justiça terapêutica; a questão das drogas e a espiritualidade; propostas de políticas públicas para o enfrentamento do crack e outras drogas e incidente de insanidade mental por dependência química.

As palestras serão ministradas por convidados especificamente selecionados pelos trabalhos desenvolvidos em relação aos dependentes químicos, em diferentes áreas de atuação, o seminário contará com a presença de palestrantes como: Dr. Flávio Fontes (Juiz de Direito – PE); Drª Miracéli Borges (ex-desembargadora); Dr. José Marques Costa (Psiquiatra – PE); Dr. Henrique Corinto (Presidente do Instituto Socio-Educativo – AC); Pr. Marcos Feliciano (Deputado Federal – SP); Pr. Luiz Gonzaga (Assembleia de Deus – Rio Branco); Genivaldo Carimbão (Deputado Federal – SP); Dr. Fernando Moraes (Defensor Público – AC).

Os trabalhos serão encerrados com a palestra do Secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Nilson Mourão e o Presidente do Conselho Penitenciário Valdir Perazzo que abordarão o tema: “Incidente da insanidade mental por dependência química na Lei 11.343 de 2006, frente à realidade acriana”. Haverá certificado de participação de quatro horas/aulas para os acadêmicos. (Assessoria Sejudh)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation