Policiais Civis realizam assembleia em frente ao palácio

Policia assembleiaPoliciais Civis de todo o Estado promoveram hoje de manhã uma assembleia na frente do Palácio Rio Branco, para discutir reivindicações nacionais e locais. A decisão foi tomada após uma reunião geral da categoria, realizada na última sexta-feira (13).

Segundo Itamir Neves, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Acre (Sinpol/AC), a paralisação é a nível nacional. “Estamos realizando apenas um indicativo de greve, alertando para as autoridades a situação dos policiais civis. Cerca de 300 policiais de todo o Estado estão participando. Caso nossas reivindicações não sejam acatadas, iremos realizar uma greve”.

Os pontos discutidos na assembleia foram: aposentadoria especial, criação do Ministério da Segurança Pública, aprovação da PEC dos policiais, direito de greve e concurso público.

Itamir afirmou que o salário dos policiais civis do Acre é o menor da região Norte. “Estamos na 23ª posição no ranking dos Estados. O nosso piso é de R$ 2,1 mil, o pior da região. Em 5 Estados, o salário inicial da Polícia Civil é superior ao salário previsto ao policial civil do Acre em final de carreira”.

Além disso, Itamir afirmou que o quadro de funcionários é muito baixo. “Precisamos urgentemente de um concurso público. Nosso quadro efetivo é baixo e precisa de reforço. Também queremos que o Estado cumpra a lei e exija o nível superior para os novos concursos”.

A paralisação está integrando a Semana de Valorização do Policial Civil. Atividades, palestras e cursos serão realizados até o dia 21.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation