Família de menor desaparecido pede mais empenho da polícia

Familiares do adolescente Matheus Barreto da Silva, 16 anos, que está desaparecido há quase 1 mês, realizaram manifestação em frente à Delegacia da Mulher, onde funciona também o Núcleo de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítima (Nucria).

O adolescente sofre de distúrbios mentais e teria saído de casa no Ramal Benfica, bairro Vila Acre, no dia 9 de março. Logo, a família iniciou buscas na região e registrou o desaparecimento do menor, que sem a medicação controlada pode correr sérios riscos, uma vez que sofre convulsões.

Dias depois, a Polícia Civil foi avisada que o garoto teria sido visto em companhia de um homem, morador do Projeto de Assentamento Moreno Maia, no Ramal Três Palhetas. Uma equipe de investigadores se deslocou para a região, onde confirmou a veracidade da informação de que o menor teria estado na companhia de Milton Josin Pereira, 40 anos.

Levado à sede do Nucria, o homem alegou que esteve com o rapaz, mas no dia seguinte o menor saiu em direção ao ramal e não mais foi visto. A polícia descobriu que Milton Josin é foragido da Justiça de Rondônia por homicídio, o qual foi condenado a 13 anos de prisão.

A família desconfia de que Milton Josin teria assassinado o menor e teria desovado o corpo na propriedade onde estaria morando antes de ser capturado e encaminhado ao presídio.

Segundo informações, a delegada Eliana Reis, responsável pelo inquérito do desaparecimento, já enviou oficio à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, para que auxiliem nas buscas do menor.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation