Morador de rua mobiliza Bope e 2º Batalhão da PM

Um morador de rua ligou para o Ciosp na manhã de ontem, 24, informando que estaria sob a mira de um revólver. Imediatamente, foram deslocadas 2 equipes para atender a ocorrência no bairro Cidade Nova, uma do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e outra do 2° Batalhão.

Ao chegar ao local da suposta ocorrência, os militares se depararam com o morador de rua (que não teve o nome revelado) afirmando ter sido ameaçado de morte por um comer-ciante. Segundo a versão da vítima, ele teria pedido um lenço de papel, mas o comerciante teria o agredido e até apontado uma arma contra a sua cabeça.

No local, testemunhas informaram que o morador de rua é dependente químico e estaria perturbando os clientes de uma lanchonete. Ele teria discutido com o dono, que o agrediu fisicamente, mas negou ter sido usado arma de fogo.

Visivelmente embriagado, o desabrigado insistia que havia sido ameaçado de morte. Como não foi encontrada nenhuma arma no comércio, o caso foi encerrado.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation