Aeroporto fecha na madrugada e deputados esperam mais de 8 horas para embarcar

Voo-LeandroParlamentares de vários estados que vieram ao Acre para participar de uma discussão sobre a dívida dos governos estaduais com o Governo Federal, organizada pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos (Unale), na última segunda-feira, 16, só conseguiram retornar para as suas cidades na manhã de ontem. É que o Aeroporto de Rio Branco fechou devido ao mau tempo e os voos atrasaram mais de 8 horas.

Um grupo de 12 parlamentares que aguardavam o voo da TAM, por exemplo, só conseguiu embarcar por volta das 10h30 de ontem. O voo estava previsto para as 2h10. Com o atraso, eles permaneceram no Aeroporto de Rio Branco esperando por uma decisão da empresa.

“Só podemos lamentar esse fato. Tivemos um grande encontro com a participação de parlamentares de 19 estados. Foi um evento que vai ficar marcado na história do nosso Estado. Mas lamentamos esse descaso das empresas com os seus clientes”, desabafou o presidente da Unale, deputado Luís Tchê (PDT).

Mesmo com todo o cansaço, os parlamentares permaneceram no aeroporto e aproveitaram para conhecer mais sobre a história do Acre. Assessores do deputado Luís Tchê acompanharam os políticos.

Antes de embarcar, um assessor do presidente da Mesa Diretora da Assembleia do Rio Grande do Sul, deputado Alexandre Postal (PMDB/RS), ainda brincou, numa demonstração que o carinho e a acolhida dos acreanos marcaram o encontro.

“Quando me disseram que gaúcho que vem ao Acre não quer mais ir embora, nem acreditei. Mas a verdade é que nesta terra linda e aconchegante, a gente fica mesmo, nem que seja desse modo”, disse.

Já os passageiros que vinham para Rio Branco, tiveram de esperar por mais de 12 horas para chegar à capital acreana. Com o fechamento do aeroporto eles seguiram para Manaus onde permaneceram até a manhã de ontem. Só daí que vieram para cá.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation