É preciso saber educar!

É verdade que a arte de educar exige compromisso, dedicação e muitas habilidades. Não é qualquer pessoa que pode simplesmente, por sua própria decisão ou para suprir uma necessidade financeira, ser o responsável pela formação de crianças, jovens e até adultos.

Perfeita a afirmação de Paulo Freire: “Educar é um ato de amor, e para educar crianças é necessário, sobretudo, amá-las profundamente”. Quantas crianças hoje carregam traumas e sentimentos que foram criados a partir de experiências ruins com alguém que, por um motivou ou outro, decidiu se lançar na arte de educar.

Claro que antes de tudo precisamos pensar no papel que os pais exercem na educação de seus filhos. Acredito que são eles os maiores responsáveis pela educação das crianças. Mas não são os únicos e que aqui surge um grande problema: a falta de preparo dos educadores.

Antigamente lembro que professor era sinônimo de alguém que nos ajudaria a crescer na vida, superar obstáculos e conquistar a realização de nossos sonhos. Mas é claro que ainda hoje muitos podem ser assim considerados.

Mas também existem aqueles que, mesmo com o diploma na mão, esqueceram de conquistar o que há de mais importante: o verdadeiro sentido de ensinar. E aqui não estou apenas falando de professores que todos os dias estão nas salas de aula, mas também de quem é responsável por ensinar cultura e esportes para nossas crianças.

A verdade é que precisamos fazer uma reflexão sobre a formação de alguns educadores. Estamos falando da formação de valores, sejam eles na sala de aula ou em outros ambientes. Precisamos olhar com mais carinho para nossas crianças.

Encerro com um trecho da música Estudo Errado de Gabriel O Pensador, que nos ajuda a entender a angústia e o sofrimento de algumas crianças e jovens, diante da postura de “falsos educadores”:

“Encarem as crianças com mais seriedade
Pois na escola é onde formamos nossa personalidade
Vocês tratam a educação como um negócio onde a ganância, a exploração, e a indiferença são sócios
Quem devia lucrar só é prejudicado
Assim vocês vão criar uma geração de revoltados
Tá tudo errado e eu já tou de saco cheio”.

*Rutemberg Crispim é jornalista
[email protected]

Assuntos desta notícia

Join the Conversation