Política local 04/05/2012

“Carro de político tem dois pneus careca, um dia derrapa numa curva”.

 (Ditado da máxima mineira)

Deselegante e infantil
Comungo com o vereador Juracy Nogueira (PP) que foi deselegante e infantil a assessoria do prefeito Angelim não convidar o deputado federal Gladson Cameli (PP) para a inauguração de uma lavanderia comunitária feita com recursos de uma emenda do parlamentar. Até porque se não fosse essa emenda a obra não existiria. Vingança e arrogância não são da boa política.

Coisa de chefete
Não creio no aval do Angelim, um cavalheiro, deve ser coisa de algum orelha seca raivoso.

É uma realidade
Ninguém pode tirar a realidade de Tião Viana ser um dos governadores que mais dedicou atenção ao Juruá. No fim de semana inaugura uma unidade de saúde no Projeto Santa Luzia.

Pedido feito
O deputado Eber machado (PSDC) foi o autor da reivindicação dessa obra importante.

Não foi acaso
Não foi por acaso Tião Viana ser o mais votado para governador em Cruzeiro do Sul.

Cachorro de índio
Estava demorando. O assessor petista  Carioca apanhou ontem na Aleac mais que cachorro de índio por suposta ironia agressiva proferida contra o comando de greve dos engenheiros.

Frase da confusão
É que Carioca teria dito que o governo só atenderia os grevistas “depois do carnaval de 2013”.

Não sei o contexto
Não sei em que contexto foi dita a suposta frase, mas debitar ao Carioca o fracasso das negociações é pueril, quem tem a chave do cofre é o secretário da Fazenda, Mâncio Lima.

Adivinhação
Adivinhem quem comandava ontem de apito na boca na Aleac os protestos dos engenheiros? Coluna 1 o presidente do Crea, Tião Fonseca. Coluna 2 o Birico. Quem cravou o Birico acertou.

Cena cômica
Nas discussões na tribuna teve cena cômica. Numa, o líder do PT, deputado Geraldo Pereira (PT) perguntou na tribuna: “qual o salário ideal?”. Um gaiato sapecou: “é o seu, Pereira”.

Bigode condenado
Ao ser vaiado por dizer a greve ser “política” o deputado Walter Prado (PDT) gritou para os engenheiros: “não tenho medo de afronta!”. Resposta da galeria: “corta esse bigode imundo”.

Piada sem graça
O deputado Chagas Romão (PMDB) considerou uma “piada” a notícia que o PMDB estuda a retirada da candidatura de Fernando Melo (PMDB) à PMRB: “está mais firme que nunca”.

Coisa de tucano
Dirigentes do PMDB debitam o boato ao “desespero de tucanos” por uma candidatura única.

Cadê você?
Várias placas ostentadas por engenheiros traziam a pergunta: “deputado Edvaldo Sousa, onde está você?”. Numa outra placa resposta: “contando o gordo salário de deputado”.

Patadas em todos
Importante membro da oposição contava ontem que o prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales, continua dando “patadas” nos aliados e que muitos vão abandoná-lo na eleição.

É essencial
Humildade em política, prefeito Wagner Sales, é essencial.

É quem resolve
O governador Tião Viana deve desatar em Tarauacá, Feijó e Cruzeiro do Sul, os nós das candidaturas a prefeito desses municípios. Habilidoso, ninguém melhor para resolver.

Mais complicado
Em Tarauacá é o mais complicado com a intransigência do PT e PCdoB em ter o candidato a prefeito.  O PT quer Rodrigo Damasceno e o PCdoB Chagas Batista.

Mais fácil
Em Feijó é mais fácil, a candidata deve ser a ex-vereadora Jaciara (PT).

Marcelo Siqueira
E em Cruzeiro do Sul o professor Marcelo Siqueira (PT).

Fora do jogo
Paulo Ximenes (PSDB) insiste por insistir, está rifado para prefeito de Tarauacá.

Churrasco amigo
Num churrasco de picanha e filé, na última terça-feira, o deputado federal Márcio Bittar (PSDB) reuniu em sua casa Flaviano Melo (PMDB) e Sérgio Petecão (PSD) para longo papo.

Nem o cheiro
Tião Bocalom (PSDB) não foi convidado nem para sentir o cheiro do churrasco.

Três mosqueteiros
Márcio Bittar, Flaviano Melo e Sérgio Petecão são hoje os três mosqueteiros da oposição.

BARRIGADA JORNALÍSTICA
Em política até para atacar tem de ser inteligente. Para não cair no descrédito. A fazenda do prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales, fica em área do Guajará, Amazonas, e lógico que a estrada que passa em frente foi  asfaltada pelo prefeito do município amazonense, e não por ele. Colegas da imprensa estão dando barrigada ao atribuir ao Wagner a citada obra.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation