Acre, MA e AP são os estados que menos receberam multas por desmates do Ibama

O Acre, o Maranhão e o Amapá foram os três estados da Amazônia Legal que menos receberam multas por desmatamento aplicados pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), no período entre 1º de janeiro a 16 de março. De fato, o Acre teve apenas R$ 33 mil em autuações por desmates do órgão federal, enquanto que o Maranhão teve apenas R$ 24 mil em multas. Já o Amapá não recebeu nenhuma infração notificada.

Neste primeiro trimestre, o Ibama aplicou multas que somam mais de R$ 49,5 milhões nos 9 estados da Amazônia Legal. Uma reação aos 388,13 Km² de áreas desmatadas na região durante o período (conforme o sistema de imagens de satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe). Neste montante de autuações, o Acre teve participação ínfima, quase inexistente, de 0,067%. O Maranhão contribuiu menos ainda: 0,048%.

Com R$ 31,5 milhões, o Mato Grosso foi o Estado que mais desmatou (4,3 mil hectares de suas terras embargados pelo Ibama), representando 63,63% das multas da região. A seguir, vieram: o Pará (com  R$ 15,6 milhões em multas lavradas pelo Ibama); Rondônia (R$ 1,8 milhão); Amazonas (R$ 260 mil) e Roraima (R$ 201,5 mil).

Assuntos desta notícia

Join the Conversation