Mais da metade dos brasileiros separa lixo mesmo sem acesso à coleta seletiva

O estudo Retratos da Sociedade Brasileira 2012,  publicado na sexta, pela CNI) em parceria com o Ibope, revela que não é só da boa vontade da população que se resolverá o problema do lixo no país. Isso porque 59% dos entrevistados afirmaram separar os resíduos que produzem, apesar de 48% não ter acesso à coleta seletiva.

Foi a primeira vez que a pesquisa analisou a opinião das pessoas sobre a coleta seletiva e constatou que 67% dos brasileiros consideram a reciclagem importante para o meio ambiente. Dentre outras medidas adotadas pelos entrevistados, 71% evitam o desperdício de água e 58% economizam energia.

Quando o assunto é a prioridade por produtos verdes ou embalagens recicláveis, apenas 18% se dizem preocupados com isso, embora 52% afirmam estar dispostos a pagar mais caro por esses produtos.
A conscientização das pessoas com o meio ambiente passou de 80%, no estudo de 2010, para 94% nesta edição. Já os principais problemas que preocupam a população são o desmatamento (53%), a poluição das águas (44%) e as mudanças climáticas (30%).

O estudo Retratos da Sociedade Brasileira 2012 entrevistou 2.002 eleitores acima de 16 anos em dezembro de 2011. Essa foi a terceira edição da pesquisa com foco no meio ambiente — a primeira foi apresentada em 2009.

O estudo está dividido em três capítulos: preocupação com o meio ambiente, mudanças climáticas e coleta seletiva de lixo e reciclagem. (Correio Braziliense)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation