Pular para o conteúdo

PM de Sena Madureira frustra bando que arrombou Casa Lotérica e 5 são presos

 Policiais militares de Sena Madureira se planejaram na madrugada de domingo, 8, para frustrar a ação de um bando de criminosos formado por 5 pessoas: 2 mulheres e 3 homens. Todos do grupo possuem passagem pela polícia e um deles é recém-saído do presídio em Rio Branco.

De acordo com informações, o bando teria arrombado uma casa lotérica mas a Polícia Militar conseguiu prender 2 do bando, identificados pelos nomes de Carlos Eduardo Nascimento e Amilson Aguiar Espíndola. Os 2 foram presos em flagrante, ainda dentro da Lotérica, onde eles já teriam arrombado um cofre. Nele, estavam depositados cerca de R$ 600,00 em moedas e R$ 500,00 em cédulas. A intenção seria arrombar o 2º cofre, mas a polícia chegou bem na hora e frustrou tais planos.

 O 3º criminoso deu mais trabalho para ser preso. Ao perceber a presença da polícia, ele saiu pulando os telhados das casas perto da Rua 25 de Setembro, no Centro da cidade.
Após prender o 3º criminoso, a polícia identificou-o como sendo Carlos Henrique Silva Monteiro, presidiário recém-saído da prisão em Rio Branco, onde cumpria pena por roubo (assalto) e furto qualificado a uma casa lotérica de Brasiléia.

 A Polícia Militar também prendeu 2 mulheres: Débora Joiara Gonçalves da Silva (mulher de Carlos Henrique) e Shirley da Silva Sales. Todos são moradores de Rio Branco e teriam planejado o crime contando com a parceria do Amilson Aguiar Espindola, também presidiário em liberdade condicional e único morador de Sena Madureira.

 Após a prisão do bando, a Polícia Militar de Sena descobriu que o crime teria sido planejado. O Departamento de Inteligência da PM de Sena já monitorava o bando desde o momento em que os 2 casais chegaram à cidade de moto e se hospedaram em um Hotel. Foi lá que teriam recebido a visita do comparsa Amilson Espindola.

 Presos, os criminosos foram transferidos ao presídio estadual em Rio Branco.