Pular para o conteúdo

Moradores do Bairro 15 temem desbarrancamento às margens do rio

Moradores da Rua Boulevard Augusto Monteiro, no bairro 15, denunciam o estado crítico do local. Imóveis já foram totalmente engolidos pelo desbarrancamento às margens do Rio Acre. A cada dia, o risco aumenta e torna a vida de muitos um verdadeiro pesadelo.

Um comerciante, que prefere ser chamado pelo nome fictício ‘João Paulo’, para preservar a sua identidade, trabalha na rua há 20 anos. Nos últimos meses, ele viu estabelecimentos de vizinhos desaparecerem. Segundo ele, uma draga para a extração de areia é a principal responsável pelo desbarrancamento. “Já vieram engenheiros estudar a situação por 3 dias, mas não adianta. Esta empresa que vende areia continua o serviço arriscado. Por aonde ela passou já destruiu tudo”, reclama.

Vários comércios e até mesmo a calçada apresentam sinais de desabamento. Rachaduras são comuns nos prédios dali. De acordo com ‘João Paulo’, o perigo aumenta quando veículos com cargas pesadas passam pela rua. “Já deveriam ter interditado isso aqui para caminhões. Quando estas carretas passam, treme tudo por aqui. É assustador”, declara.

O apelo dos moradores é que as autoridades façam uma encosta para impedir que outros prédios sejam destruídos. “Eles querem reformar o Mercado Municipal do 15, mas antes precisam reparar isso aí. Tenho medo que a qualquer momento uma tragédia aconteça”, desabafa outro comerciante.

A equipe de A GAZETA procurou conversar com o responsável pela draga de areia encontrada às margens do Rio Acre, mas ninguém quis falar sobre o assunto.