Pular para o conteúdo

Idosa é atacada por cães ao deixar o neto em escola no interior do AC

 idosacao
Uma aposentada de 63 anos sofreu uma grave lesão na panturrilha esquerda ao ser atacada por dois cães vira-latas, na zona rural de Cruzeiro do Sul (AC). Terezinha da Silva Barbosa retornava de uma escola pública onde havia deixado o neto na manhã de segunda-feira (18).

 Ela relata que os cães soltos na rua corriam atrás de um caminhão e de repente passaram a perseguí-la. “Eu fiquei desesperada não tinha onde me proteger, quando percebi que poderia ser mordida no rosto ou no abdômen virei de costas e eles morderam minha perna. Nesse momento perdi a força e caí no chão. Senti minha perna quente e quando olhei saía muito sangue”, lembra.

 Dona Terezinha conta que pediu ajuda, mas foi ignorada por vários motoristas que passavam no local. “Não tive escolha, apesar de todo sangramento caminhei por cerca de 300 metros até um posto de saúde onde fui socorrida, depois minha filha me levou ao Pronto-Socorro. Eu pensei que não ia resistir, mas Deus está me dando forças”, diz.

A aposentada conta que perdeu parte do tecido da panturrilha com as mordidas dos cães. Ela passou por um procedimento cirúrgico no Hospital do Juruá e levou 10 pontos na sutura do ferimento. “Agora estou me recuperando na casa da minha filha e estou melhor apesar da gravidade”, conclui.

 A proprietária dos cachorros é a aposentada Cândida Pereira Lima. Segundo ela, os cães costumam ficar presos durante o dia. “Na segunda-feira eu ainda estava dormindo e as minhas filhas ficaram reunidas até tarde, mas não sabiam que tinha que prender os cachorros pela manhã”, explica.

idosacao1