Pular para o conteúdo

Preso por homicídio contratou “mulas” para transportar droga do Matogrosso

presohomi 
O homicida Jadson Leandro Lira de Fontenelle, 34, recebeu a voz de prisão, nesta quinta-feira, 21, dentro do presídio Francisco d’Oliveira Conde, por tráfico de drogas e formação de quadrilha.

 Segundo investigadores da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Civil, foi ele quem contratou Crislane Ferreira da Silva, 29, e Cleidiane Poligênio da Silva, 22, para transportar mais 20 quilos de maconha prensada da cidade de Cuiabá/MT até Rio Branco/AC.

 As mulheres foram presas com a posse do entorpecente, ontem, nas imediações do posto de fiscalização da Polícia rodoviária Federal (PRF). A prisão das “mulas” do tráfico aconteceu às 5h30 da manhã da última quarta-feira.

 Elas transportavam 30 barras de maconha prensada, totalizando 20 quilos e 665 gramas. O carregamento, segundo a polícia, está avaliado em quase R$ 40 mil. De acordo com o delegado Pedro Paulo Buzolin, trata-se de maconha pura, por isso tem maior valor comercial.

 Ainda conforme o delegado titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, Jadson Leandro cooptou as mulheres para o tráfico durante visitas que estas realizavam a familiares, presos da justiça. “As negociações eram realizadas dentro da unidade prisional. O Jadson responde também por tráfico o que teria facilitado atrair as “mulas”, além da promessa de pagar 2,5 mil para cada uma delas”, destacou o delegado.